domingo, 1 de maio de 2022

A compra do Imóvel - detalhes até agora

 Olá pessoal, tudo bem?

Me animei hoje de vir aqui contar pra vocês. Que jornada, não? 

Chamo de jornada, porque fui mudando de opinião e aprendendo muito ao longo dela. Achei que ia comprar um imóvel usado, que tinha me apaixonado e na região que queria. Eis que mudei absolutamente tudo ao longo do processo e aqui estou, aguardando a construtora assinar o contrato. 

Pois bem, vou tentar contar um pouco sobre a jornada. Eu tinha 2 bairros na cabeça, o imóvel mais caro era de um e o mais barato, de outro. O mais caro acabei desistindo por ser muito grande e caro mesmo, achei que não precisava de tudo aquilo nesse primeiro momento. E aí decidi comprar o mais barato. 

Quando fiz a proposta para ele, veio o primeiro balde de água gelada: tinham feito uma proposta antes de mim e o contrato de compra e venda estava assinado. Que azar! Comecei então a buscar outros imóveis na mesma região, visitei MUITOS deles, até encontrar outro que tinha um valor intermediário entre o mais barato e o mais caro. 

Pois bem, fiz uma proposta. Depois de semanas descobrindo que a proprietária não era bem a proprietária, mas o pai dela e que o pai dela ficou me enrolando; o homem desiste da venda. Simplesmente desiste. Balde de água gelada número 2 e tempo perdido nessa. 

Até aí eu já estava cansada de imóveis usados. Vi que era muita dor de cabeça. Visitei mais alguns que não me apaixonei e decidi partir pros recém-entregues, ou seja, aqueles que ainda não havia um proprietário. Cheguei a visitar um que quase fechei, mas algumas características do imóvel me fez crer que não era o melhor.

Em contato com o corretor daquele primeiro imóvel mais barato, ele me fala que poderia me apresentar os recém-construídos, e me mostra uma outra opção (que foi a que no fim eu fechei). Eu conheci, não me apaixonei, mas gostei.  Até aí eu já estava bem determinada a não encontrar o apartamento perfeito. 

Eis que o imóvel mais barato volta ao páreo, porque desistiram de comprar. Fico super feliz, era o que eu queria de fato, o que se encaixava mais nas minhas necessidades. Esta prestes a assinar o contrato quando o corretor me fala que o proprietário tinha umas dívidas em seu nome. Depois de muito pesquisar, vi que isso era perigosíssimo, porque eu poderia vir a perder o imóvel. Falei com advogados e desisti da compra. 

Foi ai que voltei ao imóvel recém entregue. Fiz uma proposta chutando bastante para baixo que aceitaram de imediato (achei um milagre) e fui adiante. Depois de mais ou menos um mês lendo contrato, relendo, fazendo alterações, assinei em março. 

Minha sorte nesse processo todo é que estou com uma assessora que me ajuda demais, que veio para ajudar com o financiamento, mas ajudou em tudo. Ela me orientou e me orienta a todo o momento no processo. Fundamental para marinheiros de primeira viagem. 

Eu já tinha na cabeça a idéia de fazer financiamento porque segundo ela era muito mais fácil para sacar o FGTS através de um banco. Depois de ver todos os problemas que a compra de imóvel pode dar, vi que mais que financiar, o banco ajuda a ter uma certeza de que o negócio é valido, porque ele avalia todos os documentos. Foi ai que fui mudando minha cabeça para financiar 100% do valor. 

No fim das contas foi isso que fiz. Como tinha pedido carta de crédito em Janeiro, travei a taxa real em 9%. Com a Selic a quase 12% e não dando sinal de trégua, resolvi financiar mesmo 100%, assim mantenho meu dinheiro rendendo e vou pagando as parcelas aos poucos. O juros que vou pagar, já fiz as contas, é menor do que o que está rendendo o mesmo dinheiro na RF. E a cada mês ele obviamente diminui, então decidi que vou acompanhando mês a mês e quando a conta não tiver positiva, quito. 

Uma coisa importante pra dizer é que não coloquei o total do imóvel no meu fechamento. Vou colocar à medida que for amortizando. Até agora foi o FGTS e o sinal somente. As parcelas começam em maio. 

Outra coisa importante: o processo demora demais. Assinei no fim de Março, um mês se passou e ainda estou aguardando a construtora assinar o contrato de financiamento. Eles são lentos, mas todos os trâmites com o banco também. Só depois disso que irei até o cartório fazer o registro que deve demorar mais uns 30 dias. 

Enquanto isso, não posso entrar no imóvel para poder começar a planejar tudo (e haja coisa, porque ele acaba de ser entregue, não há nada). Dá um certo desespero pensar o tanto que demora. Mas é isso, tem que ser um passo por vez e não tem muito jeito. A verdade é que queria ter começado antes, pra fechar antes e hoje já estar dentro do imóvel. 

Paciência, agora não tem volta atrás. Sobre a decisão financeira, até agora não me arrependo. Foi pouco dinheiro que foi (só o sinal), acho que vou me enrolar um pouco nesses próximos meses, mas como as parcelas vão diminuindo, acredito que vou me organizando ao longo do processo. E vai valer a pena, ter um imóvel com a minha cara depois de tanto sacrifício para a IF, vai valer. Fora que vai valorizar, por mais que falem que não, bairro bom sempre valoriza acima do esperado. 

Vamos que vamos, vou contando pra vocês, mas acho que não teremos tantas novidades nesses próximos dias. 

Abs, 

IFM

sábado, 30 de abril de 2022

Fechamento de Abril/22 - R$ 3.850.184 (+10,26% patrimonio)

 Oi pessoal, tudo bem?

Correria monstra com as coisas da casa nova! Sem condições de fazer post, estou apenas tentando sobreviver a todos os passos que tenho até conseguir morar nela. rs. 

Como vocês podem ver, um mês super positivo porque estou incluindo uma linha nova na minha planilha que é o imóvel. Consegui sacar meu FGTS, estou em fase do contrato do financiamento, mas mesmo assim, sacar um FGTS é uma emoção enorme. Finalmente aquele dinheiro parado é meu (ou não, porque não está na minha conta, mas nos futuros concretos que vou habitar, rs). 

Esse mês foi o último com aportes extras, mês que vem já começo com as despesas da casa que não são poucas, então vamos ver cada vez mais o que o patrimônio pode fazer por mim em termos de rendimento. 

De resto, bolsa deu aquela bela escorregada, assim como as criptos então, mais uma vez, RF salvando essas quedas. 

Quando tiver com a cabeça mais tranquila, volto para contar detalhes sobre a compra da casa.

Abs, 

IFM

 


domingo, 3 de abril de 2022

Fechamento de Março/22 - R$ 3.510.333 (+2,04% patrimonio)

 Olá pessoal, como estão?

Março de 2022 não posso dizer que não foi especial. Um grande avanço nos patrimônio, com rendimentos muito superiores a 1% neste mês, um crescimento total de mais de 70k de um mês para o outro. Quem diria ein?

Além disso, um sonho pessoal realizado da compra do meu primeiro imóvel. Este mês veio pra mostrar que com um grande acúmulo de patrimônio é possível ser feliz com rendimentos + realização de sonhos. 

Lógico que o mercado ajudou. Dólar melhorou (e eu aproveitei para aportar bastante neste momento, estou quase chegando aos 10% do patrimônio em dólar...quero chegar a pelo menos 20%), bolsa tanto no exterior quanto no Brasil se mostrou mais resiliente e conseguiu avançar, bitcoin e etherium (sim, aportei um pouco em etherium) deram as caras das subidas novamente. 

Não tenho do que reclamar não, foi um mês muito especial. Próximo mês tem tudo para ser bem bacana também, com o meu finalmente saque de FGTS para poder comprar o imóvel e tenho também uma bonificação que devo receber na próxima semana. Como sempre, início de ano é uma fase muito bacana do ponto de vista financeiro, com reforços nos aportes. 

Segundo semestre sempre tende a ser um pouco mais de "rotina", mas não tenho o que reclamar. A rotina tem sido boa de qualquer maneira. 

É isso aí pessoal, vou relatar mais sobre como andam as coisas com a nova casa a partir de Abril. Vamos que vamos que já ultrapassei mais de 50% da meta de 2022! 

Abs, 

IFM

sexta-feira, 1 de abril de 2022

Sonho Realizado!

 Olá pessoal! 

Amanhã teremos o fechamento do mês de Março, mas não queria deixar de fazer um post dedicado a um dos acontecimentos mais importantes da vida de alguém: a compra do primeiro imóvel. 

Sim, me julguem, comprei! o/

Que trajetória! Quero relatar tudo depois em um post dedicado a um passo-a-passo, principalmente depois de finalizar todo o processo. O que posso dizer até agora é que passei uns bons meses garimpando imóveis e fechei com um que não era exatamente tudo que eu queria 100%, mas é 90% o que eu esperava e está ótimo. 

Fiz uma bela negociação. Tinha o interesse de quitá-lo na primeira oportunidade, mas depois de fechar um financiamento com o banco com taxa efetiva de pouco mais de 9%, acredito que vou deixar o dinheiro aplicado a uma Selic de pelo menos 12% e pagar as prestações. Pelo menos esse é meu planejamento até enquanto a Selic tiver alta. Ir monitorando isso mês a mês e ir usando algumas estratégias para amortizar a dívida. 

E aí vocês vão me perguntar: como está a emoção de ter seu próprio cantinho? Ainda não está. Parece que não caiu a ficha ainda. Paguei um sinal bastante baixo, então financeiramente também não me afetou. Ainda levará um tempo para eu poder fazer vistoria, pegar as chaves, afinal tem que sair o financiamento com o banco. Até lá, parece que nada mudou. 

Vou relatando aqui até o feliz dia que eu pegar as chaves. Acho que quando eu tiver ali, no meu pequeno espaço, sozinha, vou perceber que sim, um sonho de pelo menos 10 anos atrás, foi concretizado. Vale a pena ter a sua própria grana e realizar os sonhos com tranquilidade. 

Ah, e devo contratar um arquiteto pra deixar o meu cantinho a minha cara e o mais especial possível! Dinheiro não compra felicidade, mas ajuda SIM. 

Amanhã, fechamento.

Abs,

IFM

sexta-feira, 11 de março de 2022

É cada provação no caminho da IF...

 E aí pessoal, tudo bem?

Vou tirar uns diaszinhos para descansar e estava aqui pensando na quantidade de provações que temos que superar para poder chegar no grande momento FIRE/IF. Segue um pouco do que andei refletindo: 

 

1) Ao longo do caminho, você se transforma. 

É inacreditável como os planos vão mudando conforme os anos vão passando. Você começa achando que X milhões vão ser suficientes, depois você percebe que na verdade a corrida dos ratos vai virando mais uma caminhada conforme você passa a depender cada vez menos do seu salário. E que talvez, a rotina do trabalho te faça bem sem tanta pressão para aumentos salariais ou até de manter o emprego. E se você não tem essa pressão, no fim você performa melhor, se dá melhor com seus pares e líderes e vive em harmonia no ambiente do trabalho. Mágica né? Mas é isso que tenho sentido. 

Eu comecei essa jornada querendo ser 100% livre do trabalho. Eu não queria nunca mais trabalhar na vida. Me transformei. Vejo hoje que algumas amizades no trabalho são bacanas, que o trabalho de fato enobrece e traz realização e que sem a pressão para permanecer nele, é capaz até que eu permaneça e me dê melhor. rs. Muito doido.


2) Aproveitar o caminho é necessário

Fazer aquela viagem que você quer. Comprar aquele apartamento que vai te trazer prazer e tranquilidade. Fazer uma loucura do ponto de vista financeiro. Claro, as extravagâncias só devem ir aumentando conforme o seu patrimônio também aumenta. Mas todas elas são necessárias. Necessário pra você ver que a jornada está valendo a pena e também para você ir sentindo o gostinho do que é ser livre lá no futuro. E obvio, ninguém está ficando mais novo, então aproveitar enquanto a juventude está aí também é importante. 


3) Os obstáculos/provações vão ser inevitáveis

Eu jamais pensei que ao longo da jornada iria enfrentar selic a 2%, quedas absurdas na bolsa com circuit breakers seguidos, pandemia e, agora, guerra. Inflação batendo recordes? Sim. 

Podemos olhar isso por 2 prismas: o caminho está muito mais árduo do que eu poderia imaginar. Como investidora, quando penso que "agora já entendi deste ciclo", na verdade vejo que não entendi é nada, porque tudo muda novamente. Por outro lado, estamos tendo a oportunidade de aprender a sobreviver em cenários de caos. Isso é super importante e eu me pergunto como estaria vivendo de renda hoje, se eu não tivesse meus aportes? No fim das contas, o caminho está me preparando para o futuro e também está me fazendo refletir se meu planejamento está certo. 

 

E vocês, que tipo de reflexões tem feito ao longo dessa jornada?

Abs, 

IFM

sábado, 26 de fevereiro de 2022

Fechamento de Fevereiro/22 - R$ 3.440.092 (+1,42% patrimonio)

 E aí pessoal, como estão?

Já não basta coronavírus, agora temos guerra também pra deixar nossas atividades de investimento ainda mais emocionantes. 

Vamos ao fechamento de fevereiro então: 

- ações cairam mais do que nunca, sigo bem negativa (assim como os FIIs)

- Ouro e dólar em queda ajudaram a reduzir também os ganhos, além das criptomoedas

- Renda Fixa salvando a rentabilidade do mês

- Aportes também bancando grande parte do crescimento do patrimônio


Já não posso dizer que não vivo confortavelmente. Cartão de crédito se apresentou nas alturas, sigo me dando ao luxo de me cuidar, ir a médicos e fazer procedimentos que me fazem bem. Posso dizer que agora estou vivendo uma fase muito tranquila, vendo o patrimônio crescer sem grandes esforços. 

Ainda não fechei o negócio da casa, do próximo mês definitivamente não passa. 

Abs,

IFM

domingo, 20 de fevereiro de 2022

A casa própria está vindo...

 E aí pessoal, tudo bem?

É isso mesmo, estou em posse do contrato de compra de imóvel. Depois e muitas andanças, muitas visitas, muitas propostas feitas e BOs superados, serei uma feliz proprietária da minha casinha. 

Estou um pouco desaparecida por isso: esse processo tem consumido muito do meu tempo. Eu realmente não imaginava a complexidade que é para comprar um imóvel e muitos tem me dito que esse é só o começo (leva um tempo ainda até ter a posse das chaves, por exemplo). 

Como consequencia desse projeto, tenho deixado meus investimentos parados. Isso significa que meus aportes estão indo 100% para um CDB que paga 100% do CDI e estou deixando a liquidez em alta para quando chegar o momento de pagar. Também não estou comprando ou vendendo qualquer tipo e ação, estabilidade é o que preciso neste momento. 

Tudo indica que nesta próxima semana eu assine o contrato e feche o negócio. E aí entrarei na correria de deixar tudo ok para ter meu canto próprio. Vou contando para vocês, mas a vida sem dúvida está corrida, então fazer o arroz com feijão nos investimentos é o que tem mantido os rendimentos diários.

Abs,

IFM

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2022

Quanto tempo leva para juntar o terceiro milhão?

 Olá pessoal! 

Depois de contar pra vocês quanto tempo leva para juntar o primeiro milhão e também o segundo milhão, volto aqui para contar sobre o terceiro milhão. 

Aos que não sabem ainda, eu controlo meu patrimônio desde que eu tinha 192k, ou seja, consigo entender quanto tempo leva para acumular um certo patrimônio, a partir dessa marca. O posto do quanto leva para juntar o primeiro milhão, foi feito exatamente quanto completei o 1.192.000. O do segundo milhão, foi feito após  passar dessa marca em Janeiro/2021, contando como foi para chegar à marca do 2.192.000. E agora em Janeiro/2022, ultrapasso a marca de 3.192.000, ou seja, um novo milhão se acumulou.

Em resumo, atingi a marca do 3.192.000 agora em Janeiro de 2022. Comparado à data que eu tinha 2.192.000 (em janeiro de 2021), se passou exatos 12 meses. Uau, 1 ano somente! 

Relendo o post do primeiro milhão, vi que levei 4 anos para chegar nessa marca do primeiro milhão, ou seja, consegui diminuir pela METADE o tempo para chegar ao segundo milhão. Isso significa uma redução de 50% nesse tempo! 50% do tempo para juntar a mesma quantidade de dinheiro. A maior das surpresas é ver que levei, novamente, 50% do tempo para juntar o 3o milhão! Ficamos com essa tendência abaixo:

Primeiro milhão - 4 anos

Segundo milhão - 2 anos

Terceiro milhão - 1 ano


A pergunta que não quer calar é: será que serei capaz de manter essa tendência e completar meu quarto milhão em 6 meses? Isso seria, em Julho/2022 voltar aqui para dizer que alcancei os 4.192.000 reais. Acho bem improvável, estamos falando de uma grana alta em pouco tempo e devo comprar/mobiliar meu imóvel próprio no meio desse caminho. 

De qualquer maneira, vale como uma reflexão que, não só a bola de neve vai fazendo seu efeito em termos de rentabilidade, mas nós também como profissionais vamos acumulando mais aportes ao longo desse tempo. São os 2 fatores e não somente um deles responsável por acumular mais em 50% do tempo. 

Volto aqui para contar quando chegar ao quarto milhão.

Abs, 

IFM


domingo, 30 de janeiro de 2022

Fechamento de Janeiro/22 - R$ 3.391.965 (+11,84% patrimonio) - Bem-vindo 2022!

 E aí pessoal, tudo bem?

Resolvi fazer o fechamento de Janeiro um dia antes. Acho que não vai impactar tanto e hoje estou tranquila para escrever mais livremente. 

Como viram, tive um belo avanço de patrimônio neste mês, uma bonificação que era esperada e que segurou uma rentabilidade não tão boa para início de ano. Foi super interessante e me orgulho de dizer que este mês cresci mais em patrimônio do que em alguns anos inteiros (até 2018 eu cresci no máximo 302k em um ano).

Não tem segredo: é muito suor, lágrimas e sangue de trabalho duro para conseguir conquistar um patamar como este. Muita coisa deixada de lado, pensando em me dar um conforto adicional para meu futuro.

Quero atualizar também sobre compra da casa: no fim, perdi ambas (rs). E estou com duas novas opções no páreo e devo seguir com proposta para ambas para não perdê-las desta vez. 

É isso aí pessoal, 2022 inicia muito bem com ganhos acima da media, apesar de uma rentabilizadade ruim. Meus inicios de anos geralmente são melhores em termos de aporte, então espero que nos próximos meses eu consiga ter ganhos que já definam o o rumo deste ano.

Abs, 

IFM

domingo, 23 de janeiro de 2022

Abrindo a mão...

 E aí pessoal, tudo bem?

Novidades sobre a casa: perdi a menor (uma pessoa fez uma proposta horas antes de mim e levou) e a maior praticamente perdi também (pensei bem e não estou a fim de pagar o que querem por ele, então alugaram). 

Comecei as buscas do zero e estou tendo boas surpresas. Devo encontrar meu cantinho logo menos. Estou começando a ficar animada para comprar algo até um pouco acima do que eu estava querendo, buscando qualidade de vida e bem-estar. 

Sim, parei pra pensar que economizei MUITO até hoje. Está na hora de começar a aproveitar tudo o que o suor e lágrimas me proporcionou pra ter uma vida melhor. Este final de semana tive uma virada de chave na cabeça tão grande sobre isso, que acabei comprando alguns itens tecnologicos que vão me ajudar a ter mais conforto em casa e ser mais produtiva no trabalho. É isso aí, bora aproveitar e viver. 

Tudo indica então que este ano eu terei uma mudança importante no portfólio: parte do meu total será imobilizado em um imóvel. Não vou dizer o quanto (quem sabe daqui uns anos), mas quando isso acontecer, avisarei vocês. Por enquanto, saibam que o valor que posto em cada fechamento (semana que vem tem um) é 100% em dinheiro. Nada de bens contido nele. 

2022 chegou me mostrando que eu devo aproveitar mais a jornada. Quero sim meu canto, mesmo que isso atrase em 2 anos minha aposentadoria. Do que adianta chegar nela daqui alguns anos e não ter minimamente cuidado de mim? Auto-cuidado. Mental, físico, emocional. Precisamos falar sobre isso. E é por isso que eu vou sim me dar ao direito de ter alguns pequenos luxos.

Tenho orgulho de ter viajado muito durante todos os anos que estive trabalhando e isso me ajudou a ser mais produtiva também. Porém, faz mais de 2 anos que não faço uma viagem realmente grande, então estou sim com vontade de ter mais conforto no meu dia-a-dia. 

Pensem sobre isso. A IF vai chegar, mais cedo ou mais tarde. Como você quer estar quando chegar nela? 

Abs, 

IFM

sábado, 8 de janeiro de 2022

Dúvida Cruel: qual imóvel comprar?

 Olá pessoal, tudo bem?

Feliz 2022 a todos! Que este ano consigamos concretizar muitos dos nossos sonhos e caminharmos um pouquinho mais em direção da nossa felicidade e realizações. 

E aproveitando isso, queria compartilhar com vocês que de fato estou bem próxima de escolher meu tão sonhado imóvel próprio. Já falei disso em outro post, após os 3MM acumulados, é chegada a hora de realizar um sonho antigo como esse, por mais que não seja uma decisão financeira inteligente. O dinheiro que acumulamos rumo à liberdade também serve para nos satisfazer e realizar sonhos, então, vamos lá. 

Achei 2 casas que gostei muito, de ambas. O problema: um muito mais caro que o outro, para ser mais específica, um é 81% mais caro que o outro. Vou fazer um leve resumo das 2 opções, me ajudem a pensar? rs. 

 

Casa 1 (81% mais cara)

93 m2

2 banheiros + 1 lavabo

Cozinha (com janela) e área de serviço tamanhos grandes

Sala grande

Varanda espaçosa, cabe umas 6 pessoas

3 quartos (1 suíte, podendo até transformar o 2o em suíte também)

Vista ok ++

Bairro com 1 amiga perto

Contém: 4 ar condicionados + Condensador + Coifa + Armários (sem estrutura dentro) 

Espaço do condomínio ok - (piscina coberta bacana, sauna, piscina descoberta não bacana, academia pequena).

Feira na rua (mas não na frente) e restaurantes em volta.

Vou me descapitalizar bem, estimo 2,5 anos para poder voltar ao patamar atual (cenário pessimista).

Necessário reformar: piso, varanda, armários quartos, abertura porta lavabo, um dos banheiros.


Casa 2 (mais barata)

66m2

2 banheiros

Cozinha (sem janela) e área de serviço tamanhos suficientes

Sala muito ok

Varanda menor, cabe umas 3 pessoas

2 quartos (1 suíte)

Vista ok +

Bairro sem amigo nele, mas mais perto de qualquer amigo e perto da família também.

Contém: 2 ar condicionados + condensador + cooktop + forno + geladeira + máquina lava e seca + coifa + armários (estrutura ok, mas necessário trocar as portas). 

Espaço do condomínio muito bom: solarium, academia top, piscina com raia aquecida.

Bairro com shopping e muitos bares, restaurantes, mercados em volta

Não devo me descapitalizar, estimo 7 meses no máximo (cenário pessimista) para voltar ao padrão atual

Necessário reformar: varanda (inclusive fechá-la com vidro), banheiros, porta armários, instalar +1 ar condicionado.


E aí, com qual deles vocês ficariam e por que? 

 

Próximo post posso falar de financiamento. Estou chocada com os números que vi e não quero usar essa possibilidade de forma alguma. Fora de cogitação pagar parcelas mensais cuja amortização vai ser de 10% a 20% do valor. No way! 

Abs, 

IFM