domingo, 11 de abril de 2021

Como pela primeira vez restitui o IR - Aporte em Previdência PGBL

 E aí pessoal, tudo bem?

Sim, acreditem se quiser, pela primeira vez na vida devo restituir o IR. A verdade é que nunca parei para entender sobre isso e sempre tive uma certa preguiça sobre esse assunto por achar ele complicado demais. 

Desde quando começei a trabalhar me recordo de pagar IR ou restituir muito pouco (algo como 50 reais) e sempre tomei isso como "certo", ou seja, algo que todo ano eu deveria amargar com um pagamento ao Leão. 

Eu sempre deixei para o último momento as declarações, justamente pela trabalheira que ela dá (quem tem muitos investimentos, ações, etc vai se identificar) e também por sempre ter a surpresinha de quanto você pagaria de IR. Eu cheguei a pagar em torno de 2k em um ano específico. 

Ano passado eu comprei um curso de Finanças (que cheguei a comentar com vocês) e que grata surpresa foi que tinha exatamente um módulo sobre isso, explicando na sua maior simplicidade do mundo como não somente parar de pagar IR na declaração, mas restituir e uma bom valor. 

Fim do ano passado, fiz um belo aporte em uma previdência que criei e, ainda meio cética, aguardei a declaração deste ano. Eis a surpresa que sim, vou restituir um excelente valor, que vai me ajudar nos aportes deste ano. 

Que explicar de forma bem simples e direta para vocês como restituir o IR através de aportes na Previdência (PGBL), então criei os passos abaixo: 

1. Some toda a sua renda (tributável) ao longo do ano. Sim, você precisará estimar pelo menos a renda de dezembro, já que não dá pra esperar o ano acabar para aí fazer um aporte.  

2. Calcule 12% sobre o total calculado no item 1 - isso é o valor que você deve aportar ao longo do ano, em previdência privada do tipo PGBL.

3. Some tudo que você já faz de aporte em Previdência Privada PGBL mensalmente. 

4. Subtraia (2) - (3) - o total é o que você deve terminar de aportar em uma previdência privada para poder restituir. 

5. Para saber exatamente quanto você restituirá, use o próprio programa do governo para simular. Importante preencher os seguintes campos: renda, previdência social, imposto de renda descontado mensalmente e o aporte total em previdência que você quer fazer em pagamentos efetuados. 

6. Pronto: o que você verá em "a restituir" (por declaração completa) é o que provavelmente você restituirá no próximo ano. "Brinque" com os valores de aportes para ver o máximo restituível e faça seu aporte em seguida. 


Estou escrevendo este artigo sem estar com o programa aberto aqui, então se sentirem que falta alguma informação, me avisem que eu complemento posteriormente. 

Na prática, eu faço meus aportes mensais e quando chega o mês de novembro eu faço esse balanço para fazer um aporte final em Dezembro que seja certeiro para a restituição. 

Importante lembrar: no PGBL, não significa que o valor que que está sendo aportado não terá IR e você ainda restituirá uma boa parte. Na verdade, o IR é cobrado no momento que você for retirar seus aportes. Por isso, é interessante você pensar no seu momento de vida e se vale para você uma tabela regressiva ou progressiva de Imposto de Renda. 


Espero que ajuda vocês a pensarem em como planejar melhor a sua declaração de IR para o próximo ano e de forma gratuita! =)

Abs, 

IFM


domingo, 4 de abril de 2021

Aportes vs Rentabilidade e a minha relação 1:3 e 70/30

 Olá pessoal, tudo bem?

Parei para fazer uma conta que há algum tempo me faziam e vira e mexe me fazem novamente. Afinal, de tudo que o seu patrimônio cresce, qual seria a proporção de aportes e rentabilidade? 

Pois bem, quando a Selic era alta, eu já tinha feito essa conta e visto que em torno de 1/3 era o que rendia meu capital e, portanto, 2/3 era o que eu aportava. Ano passado com a baixa incrível da Selic, nãoa consegui refazer essa conta, porque não acompanhei muito bem meus números de aportes. 

Eis que fechamos um trimestre e parei para fazer a conta agora em 2021, ainda com Selic baixa e com um controle maior das minhas finanças do que no ano passado. 

A verdade é que a proporção se manteve! Exatamente 32% do que meu patrimônio cresceu neste ano foram rendimentos e 68% foram aportes. Ok, não são os 33,3% e 66,6%, o peso está ligeiramente maior para aportes, mas ainda assim algo bastante próximo a isso. 

O que podemos concluir é que quando eu finalmente chegar nos meus 3MM, 2MM foi advindo de puro suor e lágrimas e 1MM terá sido dos rendimentos, mesmo com uma alocação super conservadora como a minha, com grande parte do patrimônio em RF e mais recentemente arriscando uns 10% - 15% do patrimônio em RV (contando aí ouro e bitcoin também). 

Parando para pensar, é isso que podemos considerar no mês a mês. Óbvio que existem ganhos extraordinários de outras rendas e outros momentos, então se eu fosse arredondar, eu diria que teríamos uns 70/30 de relação. 

Acho que é algo válido de compartilhar, porque vejo "novatos" pensando que investimento = milagre. Investimento = dobrar patrimônio. Eu não quis "pagar para ver", ou pegar atalhos que até poderiam levar a esse resultado. Para mim consistência foi o que funcionou e seguirá funcionando. Ganhar mais e não cortar o café é o que tem se mostrado importante. 

Abs, 

IFM

sexta-feira, 2 de abril de 2021

Fechamento de Março/21 - R$ 2.273.878 (+1,69%)

 Olá pessoal, como estão?

Março acabou e passou voando, consegui avançar mais 37k no patrimônio este mês com um rendimento mediano. Confesso que não fiquei ligada no mercado este mês, então mal consigo dizer o que passou, seja na RF ou na RV. Sigo com a minha alocação de portfólio desejada e vou mantendo minha liquidez ok para quando eu precisar de um caixa. 

No mais, sigo cada dia mais conservadora, esse mundo está muito estranho e todo o cuidado é pouco!

Estava lendo meu fechamento do mês passado, rs, como as coisas mudaram. Eu tinha planejado algumas atividades para relaxar, mas no fim o que tivemos foram vários lockdowns e atividades nenhumas. Realmente espero que essas vacinas cheguem logo à maior parte da população para podermos sair desse buraco chamado Brasil. 

Abs, 

IFM

domingo, 28 de março de 2021

Cuidem-se!

 E aí pessoa, tudo bem?

Não tem como estar tudo bem, eu sei. País em absoluto caos e tudo que é caminhada para a IF se tornou secundário. Estou muito mais preocupada em ajudar pessoas e manter a sobrevivência do que pensar em estratégia de acumulação de patrimônio. 

Sigo trabalhando como nunca, na verdade parece que quem ainda tem trabalho está ficando maluco e querendo trabalhar 18h por dia. Ai de quem não acompanhar esse ritmo. 

Vou seguir torcendo para essa segunda onda do covid passar logo e a gente conseguir avançar nas vacinações que seguem em câmera lenta. 

Abs,

IFM

sábado, 20 de março de 2021

Esgotada

 E aí pessoal, como estamos?

Cansada de Covid galera. Se a gente achava que a vida tava difícil em 2019, com todas as possibilidades que tinhamos, hoje em dia a situação tá infinitamente pior. É medo, stress, nervoso, cansaço, esgotamento. 

Não tenho muita vontade de escrever aqui. Estou realmente esgotada de tudo isso. Quando a gente começou essa jornada de pandemia, achávamos que era algo que ia passar. E não passa. Revezamos entre otimismo e pessimismo e eu posso dizer que estou no momento mais pessimista. 

Desejo muita força pra todos nós atravessarmos esse momento. 

Abs, 

IFM


sábado, 6 de março de 2021

Tinha uma pandemia no caminho para a FIRE

 E aí pessoal, tudo bem?

Olha, testes para cardíacos o nosso mercado, né? Bolsas desabam localmente e mundialmente, ouro cai, dolar dispara. De repente tudo muda de novo e bolsas sobem, ouro sobe e dolar cai. Confesso que estou achando bem difícil conseguir manter uma estratégia de investimento com tanta mudança e incerteza. Como vocês estão lidando com isso?

Hoje vi que de uma semana para a outraa, perdi 2k. Acho que além do psicológico de estar em uma pandemia, com inúmeros toque de recolher, lockdown, UTIs lotadas, ainda lidamos com um mercado completamente instável, também por conta desse contexto. 

Sem dúvida, o que estamos passando neste 1 ano de pandemia, não vejo relatos anteriores na finansfera. Acho que como "blogueiros" deste mercado temos a obrigação de deixar relatos de como sobrevivemos a este momento e com certeza é um momento que vai deixar todos nós mais fortes para qualquer dificuldade futura no nosso momento FIRE. 

Esta fase inspira também muitas reflexões, pensando na quantidade de pessoas à minha volta que vejo que estão tendo seus salários diminuidos e empregos perdidos. Que coisa triste. Nós que estamos com saúde (não só nossa, mas de toda a nossa família e amigos) e dinheiro, não podemos nos dar ao luxo de reclamar. Ser gratos é preciso. 

E vocês, como estão em meio a esse furacão que estamos passando? 

Abs, 

IFM

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Fechamento de Fevereiro/21 - R$ 2.236.110 (+1,61%)

 Olá pessoal! 

Mais um fechamento de mês, um tanto quanto desanimadinho. Fevereiro estava indo bem até meio dele e nos últimos 15 dias vi que a subida do bitcoin e a RF não foram capaz de sustentar toda a queda de bolsa e dos demais ativos de renda variável. Ouro caiu também, dólar subiu um pouco, mas não foi capaz de manter o belo rendimento que tive no mês passado.

Um mês bem mais curto, corrido em termos de trabalho e com algumas surpresas que tive, devo ter gastos altos nos próximos meses. Coisas da vida e que temos que estar sempre preparados com a nossa reserva de emergência para esses imprevistos. 

Felizmente nada muito grave, precisamos olhar o copo meio cheio e agradecer, sempre! 

Vendi meus bitcoins na alta desse mês e estou voltando a recomprar agora que ele deu uma caída, mas com calma, porque a verdade é que o meu investimento inicial se multiplicou por 3,8x (incrível, não?)! Isso que é convexidade. 

Achei melhor vender para garantir esse belo lucro e colocar o dinheiro no bolso. Nunca sabemos quando os investidores vão realizar lucro e ele vai cair 20%, 30% ou 50%. Então preferi garantir. 

Março estou planejando umas atividades mais relax para cuidar do corpo e da mente, usar um pouco esse dinheiro dos rendimentos para cuidar de mim. Confesso que estou bem estressada com esse quase 1 ano de covid e sem poder planejar grandes viagens e férias. 

Abs, 

IFM