sábado, 8 de maio de 2021

Racional FIRE

 Olá pessoal, como estão?

Acabo de receber uma pergunta super bacana sobre meu planejamento da FIRE e achei que valeria a pena não somente deixá-la como resposta, mas fazer um post sobre isso para debatermos. 

É curioso ver o como esse caminho rumo à IF/FIRE, chamem como quiser, muda. Nesses 3 ou 4 anos de blog (já nem sei mais, rs), já mudei bastante de opinião ao longo desses tempo. As condições de mercado mudam bastante e quando começamos a fazer nossos planos o cenário é um e, ao longo dos anos, esse cenário vai mudando e é necessária (quase que obrigatória) a nossa adaptação. 

É pura ilusão achar que vamos estabelecer um valor para isso e que esse valor não irá mudar. Não só pela inflação, mas também pela taxa básica de juros e o valor da cotação de moedas fortes, como o dólar. São indicadores que precisamos estar atentos e ir atualizando a nossa meta conforme eles são atualizados também. 


No início da minha caminhada para a FIRE, eu tinha como grande meta, a quantida de BRL 2MM. Na época, tinhamos uma SELIC a 14% e dólar a 3 reais (acho). 


Logo o mercado virou e vi que 2MM não seria mais suficiente para poder sobreviver em um contexto global e rendimentos baixos (Selic que não repoe nem a inflação) e subi minha meta para 3MM. 


Nos últimos meses, quando o dólar foi para 5,00; vi que o ideal seria atingir um patamar de 5MM, para ser minimamente milionária em dólar. 


Hoje em dia, sendo bem honesta, já penso em 10MM mínimo, ou 2MM de dólar. Parece que cada ano que passa, o trabalho vai ficando mais insano e não quero correr o mínimo risco de ter que voltar a trabalhar depois de me aposentar cedo. Talvez no futuro esses 5MM a mais representem 2 ou 3 anos de trabalho a mais e estou ok em "segurar" esse tempo para ter plena certeza que não voltarei a revisitar o trabalho, rs. 

Sei que o valor parece estratosférico, mas 7 dígitos também ficam bonitos quando escrevemos também. Estou topando pagar um pedágio maior e ter uma tranquilidade absoluta. Acho que tirando o VR, a maioria dos blogueiros que se tornaram FIRE, decidiram isso com valores bem abaixo disso e parecem estar vivendo bem, na medida do possível (grande SRIF365 é um exemplo). 

O que vocês acham disso?

Abs, 

IFM

33 comentários:

  1. 10 milhoes de reais, 2M de dolares? Vc ta é doida, pra que tudo isso? Quer morar numa mansao com empregados e chofer?
    34 mil reais por mes de saque? ah por favor né, deve morar com todos os luxos e no centro de uma destas capitais caras que nao agregam nada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon, respeito sua opinião, mas é talvez meu valor de aversão ao risco enorme que me faz pensar assim...nada além disso

      Excluir
  2. 10MM mínimo? É sério isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou começando a achar que estou louca...segundo comentário achando absurdo....rs

      Excluir
    2. São muitas as variáveis. Se você tem dúvidas melhor postergar a aposentadoria. Você vai saber o momento certo. Nos 30 e poucos anos tem muita coisa pela frente.

      Estava com a minhas contas feitas para me aposentar... Mas aos 36 anos me mudei para os Estados Unidos. Todas as contas foram para o lixo, patrimônio em reais e gastos em dólar. Hoje faço as contas... Se eu aposentar onde quero morar? Isso muda todo o cenário. Brasil apto próprio cuto de vida em 2018 era de R$6.000,00. 2021 custo de vida US $4.000,00

      Onde vou morar após me aposentar? Não sei... Mas gostaria de poder escolher sem me preocupar. Então uma renda passiva de U$6.000,00 seria o mínimo para me dar tranquilidade hj em dia...

      Excluir
    3. Pois é, seus 6.000 dólares daria um patrimônio de 10MM de reais para poder assegurá-lo...é isso aí meu amigo

      Excluir
  3. ih começou a pensar assim nunca vai ser FIRE. Quanto mais tem mais quer. É preciso por um limite. Inflação não tem nada a ver com isso pois mas sim a ganância e incertezas próprias de todo ser humano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser Anon. Tenho sim receio de não conseguir sair da corrida de ratos - vamos ver.
      Sobre incertezas, eu tenho um receio enorme de tudo dar errado, sou completamente aversa aos riscos, é possível notar isso pela minha carteira inclusive...

      Excluir
  4. Dólar não importa se não for para o exterior. Inflação? Compra um IPCA+ pagando 4,5 e tira uma TSR de 3,5. Aí é só ver quanto precisa por mês (x400), sem precisar correr risco nenhum no cassinao da B3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anon,
      Na verdade na minha FIRE quero ter liberdade o suficiente para escolher onde morar e por quanto tempo. Não quero ficar limitada ao Brasil, por isso dólar importa sim.
      o IPCA sem dúvida pode servir para uma estratégia quando chegar no end game. Abs

      Excluir
  5. Vai doar anos preciosos para isso, é grana demais.
    Mas se sente confortável com este numero, vá busca-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Rafael, a escolha é muito particular...
      Eu já estou num patamar onde vejo isso possível e, trabalhando ou não trabalhando, o tempo passará do mesmo jeito...

      Excluir
  6. Que legal ver este seu post, pois aconteceu a mesmíssima coisa comigo!

    Penso que zona de segurança hoje são 3MM de dólares. Para ficar realmente sem preocupações em um contexto global, eu diria que a partir de 5MM de dólares. (5MM são os novos 1MM :P)

    Estou neste processo também, redefini recentemente os objetivos e acredito que com 5-6MM de dólares, talvez, dê um slow down na vida haha

    Pelo que você posta, seu trabalho consome muito de sua saúde mental, acredita que consegue manter o ritmo pelos próximos anos?

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oloco cognoscente! 3MM de dolares = mín 15 milhoes de reais. E os anons anteriores me criticaram por falar em 10MM, rs.
      Meu trabalho de fato consome muito da minha saúde mental. Não acho que manterei o ritmo nos próximos anos. Acho que pisei no acelerador nos últimos, mas agora quero ir "em ponto morto" até o final. Se eu conseguir manter este nível de acumulação nos próximos anos, acho que estarei bem.
      Abs,

      Excluir
    2. Se você pensar em liberdade econômica para morar em qualquer lugar, $3M-$5M soa mais razoável pra mim, rs.
      Você pretende continuar morando no Brasil?

      Sou de SP e tenho um baita receio quanto a segurança, e pensar em voltar ao BR já me dá uns calafrios!

      Fora que o mercado aqui na EU está tão aquecido pra quem quer empreender ou até mesmo trabalhar em alguma empresa, que não faz sentido perder as oportunidades por aqui. O que me levanta um outro questionamento, pois adoro "suar a camisa" e criar coisas. O que fazer assim que atingir o objetivo que esta cada dia mais próximo? Só me conheço fazendo as coisas acontecerem, não sei como "tirar o pé", sabe? Você já sabe o que fazer quando "parar"?

      Excluir
  7. Olá, IFM.

    Eu concordo com os anônimos.
    Cada dia que passa você coloca uma meta mais alta.
    Desse jeito você nunca vai parar.
    Qual é o seu gasto anual?


    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anon,
      Meu custo anual varia bastante. Atualmente é o mínimo possível...
      abs

      Excluir
  8. O anônimos que comentaram antes se espantaram já que 10M é um valor muito pra quase todos os "brasileiros comuns".
    Geralmente empresários, esportistas de elite, artistas/"celebridades", a elite do funcionalismo público e do privado e pessoas heredeiras de grandes patrimônios é pensam ou podem pensar em quantias semelhantes, e olha que mesmo a elite do funcionalimo público e da iniciativa privada em sua maioria ainda está distante dessa quantia.
    Talvez a consigam no longo prazo com disciplina e investimentos bem sucedidos.

    Pra uma pessoa comum a quantia de patrimônio que á alcançou já é alta, considerando todo o cenário brasileiro.
    Mas você que deve decidir qual plano seguir e qual objetivo almejar. O que deve ser evitado é ficar "escravo" de metas vazias.
    Enfim, criar expectativas sobre algo que talvez não faça tanta diferença pra você no futuro.
    Mas a decisão é sua e se você quisesse uma mansão com motorista também é uma escolha sua.
    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  9. Olá IFM,

    Considero que dinheiro é um meio, e não um fim! No entanto o seu questionamento é muito comum nos membros na Firesfera:

    "Quanto dinheiro preciso para a almejada independência financeira?"

    Não há resposta certa. Cada um tem as suas necessidades e particularidades. O mais difícil é sermos responsáveis, determinados e corajosos ao mesmo tempo para reconhecer o momento de concluirmos essa etapa.

    Eu também vislumbro a independência bem próxima, mas o frio na barriga é assustador. E o compartilhamento de experiências aqui na firesfera tem me auxiliado a definir esse momento.

    Saiba que você não está sozinha com seu dilema.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  10. Esses anons aí provavelmente vivem no mundo das ideias e nunca realmente tentaram imaginar o dia em que eles vão desligar a torneira do dinheiro seguro e previsível do trabalho.
    No começo da minha jornada eu coloquei como objetivo 2.7m para aposentar, o que era 1m dólar na época. Hoje tenho 5m que é praticamente 1m dólar e definitivamente não me sinto seguro para parar de trabalhar. Felizmente percebi que gosto muito do meu trabalho então não sinto mais essa urgência de parar, mas se isso mudar e eu quiser parar de trabalhar vou ficar bem nervoso com "apenas" 5m.
    Meu maior medo não é ser pouco, mas sim um apocalipse financeiro que me obrigue a voltar a trabalhar contra a minha vontade depois de muitos anos fora do mercado, o que definitivamente sería muito traumático. Por isso na minha opinião, de 5 para 10m não faz tanta diferença se vc souber administrar isso. Minha preocupação é o cisne negro mesmo.
    Enfim, não dá bola pra esses anons aí, parece que eles não conseguem enxergar o mínimo do bom senso, que simplesmente cada um é cada um.

    ResponderExcluir
  11. Interessante. Poderia compartilhar um pouco dos seus custos e como chegou nestes valores? Fiquei muito curiosa agora. - GuriaFIRE

    ResponderExcluir
  12. Tudo depende do quanto vc pretende gastar; também se for 100% RF sem risco que rende 1% ao ano vai precisar muito mais. Mas cuidado: dinheiro sempre dá pra ganhar mais, enquanto que o tempo que vc passa acumulando, esse não volta nunca.

    ResponderExcluir
  13. Acredito ser interessante essa meta.

    Se receber 0,3-0,4% de dividendos ao mês receberia 30-40 mil reais.

    No Brasil parece muito, mas para viver em portugal/ europa irá ter entre 4200 - 5700 euros/mês. Em Lisboa ou no Porto vai viver bem com uma família de 02 filhos, sem luxos. Se for para Inglaterra, Irlanda etc fica bem apertado.

    ResponderExcluir
  14. IF ou morte, eu estou mais ou menos na mesma sequencia de cálculo que vc, no entanto setei 5 milhões de reais há uns 4 anos, 2 milhões de reais eu nunca havia cogitado mesmo!
    Agora que cheguei nos 5 e pouco milhões (bati 1 milhão USD essa semana, graças ao bitcoin em sua maior parte), e ainda estamos nessa pandemia, etc, nao to muito disposto a parar de trampar, por mais horrível que seja, seria pior ficar em casa sem fazer nada!!

    Daí fazendo umas contas mesmo de longo prazo etc, fico mirando agora em 1 milhao de euros, depois 1 milhao de libras, e acho que realmente, no meu caso, que quero ter filhos e dar boas condições, só 10 MM me deixaria realmente tranquilo. Acredito que para não ter filhos, os 5 milhões seriam suficientes. To mais na sua linha. Mas acho que chegando no valor alvo, dá pra olhar em volta e avaliar se vai ou racha!! Cheguei e reavaliei que prefiro tmb nao parar agora!

    Abraços e boa sorte pra nós nesse caminho!

    ResponderExcluir
  15. Ficou famosa hein! Featured no SFIR365

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde. Atingi I.F em jan 2020 com 2.6mm e tenho vivido bem, com bom conforto, sem regular minhas vontades. Porém, não tenho filhos e não pretendo ter e nem deixar herança. Casado e a esposa trabalha. Então tudo depende. Uma família com 2 filhos e os dois sem trabalhar, acho que 10mm será necessário. Ao contrário, provavelmente deixará herança.....

    ResponderExcluir
  17. Vc não tá louca não.
    Pra viver bem numa capital brasileira, sendo solteira ou casada SEM FILHOS tem que pensar em 1kk de dólares mesmo. Na regra dos 4% isso dá 17~18mil reais por mês.

    Se vc quiser ter filhos, melhor partir para 2kk USD mesmo. Mas aí já recomendo ir morar nos EUA ou europa com essa grana.

    Estou no mesmo barco que vc, na busca pelo milhão de dólares... atualmente com apenas 15% deste valor kkkk

    ResponderExcluir
  18. Me parece uma desculpa para nunca parar, e assim vai até o fim

    ResponderExcluir
  19. Bom dia IFM.
    Acabei de descobrir seu blog por meio do SrIF, a quem já acompanho há muitos anos. Posteriormente maratonarei posts antigos, mas gostei muito do que já li aqui e a parabenizo pela missão.
    Gostaria de pedir licença para discordar dos colegas acima e dizer que compreendo perfeitamente seus motivos.
    Inclusive estava passando por reflexão semelhante essa semana.
    Tenho 30 e poucos anos, acredito que sempre tenha tido uma mente fire, mas talvez os pensamentos tenham se organizado melhor em torno desse objetivo há cerca de 5 anos. Obviamente que eu também tinha uma meta, que na época era em torno de R$ 4M, partindo quase do zero. A RF permitia uma previsibilidade de renda gorda e, conforme a selic foi caindo, a maior necessidade de migração para renda variável (hoje não tenho quase mais nada em RF), tanto o crescimento patrimonial foi acelerando como também a necessidade de uma maior margem de segurança.
    O câmbio também influencia, já que as ideias de nomadismo e FIRE se intercambiam, e o projeto FIRE não pode ficar a mercê das condições políticas do nosso país, que nas últimas décadas sempre foi muito instável, ainda que não tão grave (ainda) quanto nossos vizinhos.
    Pois bem, eu estava próximo de finalmente atingir no ano passado (que apesar da crise foi um ano excelente em termos de investimentos para a carteira), mas isso já significaria um alvo consideravelmente abaixo de US$ 1 milhão, e mesmo o risco inflacionários nos EUA evocam uma reflexão se essa faixa significa a mesma coisa que meia década atrás, mas calibrei esse nível como um novo alvo.
    Já tendo-o atingido, com um aumento brutal da volatilidade da carteira, ainda que navegando em níveis confortáveis, com o desandar da nossa economia, crescimento que não veio, inflação via IGPM batendo acima de 30%, vi que talvez algo como $7-8 M de reais pudesse ser algo mais concreto e, hoje, com a concretização desse cenário de dificuldades do nosso país, que não melhorará em 2022 em diante, meu alvo também passou a ser o mesmo que o seu, 10M ou 2M de USD.
    Claro que o bom andamento da carteira tem contribuido, mas se por um momento isso possa parecer um olho crescido em relação aos objetivos anteriormente traçados, eu concordo 100% com você que não há nada tão distante da realidade quanto tal impressão.
    Em nada minha vida mudou, mantenho o mesmo grau de conforto (sem luxos mas não frugal ao extremo) e busco nada além do que uma margem de segurança que não ameace, após o atingimento da minha meta, um downgrade forçado e muito difícil de enfrentar no padrão de vida por conta da deterioração da nossa moeda ou, pior ainda, ver-me obrigado a retomar o ritmo de trabalho que tenho hoje em dia, que é muito intenso.
    Não vinculo necessariamente meus planos de IF à interrupção do trabalho, aposentadoria ipsis literis, já que na minha profissão posso ajustar a quantidade de horas e a renda de forma proporcional, mas busco incansavelmente a FIRE a fim de me ver livre da corrida de ratos, não ter de trabalhar além do saudável e prazeroso, e se possível sem compromisso algum de renda, já tendo-a garantido pela via passiva. Hoje sinto-me com bastante energia para correr e dar um gás além da linha de chegada, já que ela aparentemente pode se mover pra frente e me deixar inesperadamente com a prova incompleta depois de supor ter terminado a prova.
    Vejo muita coerência nos seus planos, de forma nenhuma abandono dos ideais iniciais, mas é justamente por persegui-los com tanto afinco, que você não quer - também no meu entendimento - ter preocupações após atingir suas metas.
    Obrigado por compartilhar sua história conosco, passarei a partir de agora a acompanhar e torcer pra vc estar lá cada vez mais perto.
    Um abraço e vamos à luta!

    ResponderExcluir
  20. A busca do número ideal é o intuito de ter controle total das coisas, mas isto não existe. Isso fica muito evidente quando você fala em "tranquilidade absoluta". Parar de trabalhar sempre será um risco, não importa quanto se tem. É como o outro Anon falou, se o raciocínio for esse, provavelmente só irá parar quando o INSS mandar...

    Veja que 5MM já é mais que o dobro que a meta inicial de 2MM. E agora já cogita 10MM. Duvida que 10MM parecerá pouco quando você se aproximar? Motivos nunca faltarão... inflação, câmbio, política, economia... se não encarar diferente, sempre vai querer dobrar a meta quando atingi-la.

    ResponderExcluir
  21. Ai você me desanimou muito...Ainda sigo mais na linha do SrIF365 que tem "só" 4 milhões de reais e vive muito bem, apesar dele reclamar muito hehehe. Obrigado pelo post.

    ResponderExcluir
  22. IFM, não conheço sua realidade, mas tome cuidado pra você não sair em uma corrida dos ratos e acabar entrando em outra corrida dos ratos de achar que nenhum valor será suficiente para você se aposentar financeiramente e estar sempre no papel de burro correndo atrás da cenoura, sem nunca parar. Quanto mais sua régua sobe, mais você vai achar insuficiente. Pense nisso. Penso que hoje, em dia um valor razoável pra alguém viver confortavelmente seria em torno de R$ 15~20 mil/mês o que seria algo em torno de R$ 4,5~6 milhões de patrimônio, o que já é uma quantia considerável.

    ResponderExcluir
  23. IFM,

    Estou exatamente com esse dilema.

    O conceito que me fez chegar a este dilema foi a "inflação pessoal". Mesmo vc chegando a 1 número (patrimônio total ou renda mensal), a vida te traz novos gastos além da inflação. Sua estrutura de custos se modifica.

    Aqui não estou dizendo que o aumento de salário/rendimento faz vc gastar mais. Felizmente nesse ponto sou um pouco regrado (muito regrado em relação aos meus amigos, pouquíssimo regrado lendo a blogosfera). Aqui estou falando de outros fatores, o exemplo clássico são filhos. Eu como pão com mortadela (sem referências políticas) tranquilamente, mas quero uma boa educação para meus filhos.

    Óbvio que entra o fator 'conforto' na equação. E aí fica muito subjetivo, conforto pra 1 é luxo pro outro.

    Outro ponto citado nos comentários, muito importante, é a geo arbitragem. Este tema está anotado no meu caderninho para estudo.

    Bem, já destilei aqui minha filosofia de botequim e já saí com umas 3 novas ideias para futuro posts, rs.

    Bora lá.

    NFVB.

    ResponderExcluir

Obrigada por tornar esse espaço um lugar fértil para troca de idéias! =)