quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Um susto grande no meio das férias

As férias estavam indo muito bem. Uma viagem que tinha sido planejada há pelo menos 6 meses, que eu poderia usufruir de tudo que eu tinha planejado. Pois bem, no meio delas, tive um susto enorme.

O local para o qual viajei tinham praias. Fomos visitar uma delas, que ficava na verdade em um cidade ao lado da cidade onde estávamos. Eis que estacionamos (o meu) carro em um local que parecia ok para estacionar. A praia ficava em um condomínio com guarita, parecia bastante seguro. Fomos curtir a praia, almoçar e etc. Quando voltamos para o carro, me senti naquele filma: "cara, cadê meu carro?". Imaginem o desespero.

O carro não estava ali. Rodamos quarteirões para ver se não tínhamos nos confundido com a esquina que havíamos parado. Nada. Nem sinal dele. Ligo em casa, para acionar o seguro e tals, já aos prantos. Eu tenho um apego praticamente emocional com o carro. Já estava imaginando como iamos voltar para a cidade que estavamos hospedados e pior ainda, como iamos voltar para a nossa cidade sem carro (foi uma viagem longa, nada perto). Desespero bateu conta.

Eis que saimos conversando com as pessoas da praia, pedindo ajuda em quiosques e tudo mais. As pessoas me informam que é provável que no local onde eu havia parado o carro, ele poderia ter sido rebocado. Conseguimos uma carona até a guarita, para perguntar ao segurança se ele tinha visto alguma coisa. Claro que o (não) distinto rapaz, ao ver nosso desespero, simplesmente falou: eu não vi nada (Detalhe para a sala dele cheia de tvs com câmera de segurança). Ele nos deu o telefone do reboque. Ligo lá e pergunto pelo meu carro. Ele estava lá!!! Havia sido rebocado! (nunca fiquei tão feliz em ter tido o carro guinchado - na verdade, foi a única vez que passei por isso).

eu e meu carrinho sendo guinchado

O segurança do condomínio ainda fez o favor de não passar o endereço do local onde o carro estava direito. Tive que ligar de novo lá depois. A benção foi uma super carona que conseguimos também até o local. Chegamos lá um pouco antes de fechar. Eu já estava imaginando os milhões que ia ter que pagar para conseguir meu carro de volta. Felizmente havia uma tabela de preços lá que descobri que ia desembolsar nada menos de 200 reais nesse pequeno susto. Tirando a parte que eu não tinha essa grana "in cash" e juntando o dinheiro de todos também não dava esse valor (é, saímos desprevinidos), tivemos que andar uns 2km (entre ida e volta) para conseguir sacar uma grana. No fim, após vários outros pequenos sustos (doc do carro que eu não encontrava e tudo mais), conseguir tirar o meu carrinho no mesmo dia.

Que alívio! No local tinham ainda várias outras pessoas que estavam na mesma praia e tiveram seus carros rebocados. Lógico que é uma pequena máfia. Pena que essa cidade age dessa maneira para conseguir arrecadar dinheiro. Meu dinheiro não levam mais, nunca mais voltarei lá. Ainda vou entrar no trip advisor e deixar um belo comentário sobre a cidade (hehehe).

No fim, foi um susto grande, mas contamos com a ajuda de muita gente e deu tudo certo. Uma grana boa que perdi nessa história (ainda vou receber uma multa em casa, maravilha), mas faz parte de imprevistos de todas as viagens né? Ah, para quem ficou curioso, a infração foi parar a menos de 5 metros da esquina (sério, quem é que sai do carro e conta quantos metros tem até a esquina? eu aposto que eu estava a 4,9 metros, mas ok).

Moral da história: todo cuidado é pouco quando se está viajando e, estejam prontos para imprevistos, eles acontecem e é bom que você tenha uma reserva para quando eles de fato acontecerem.

Moral da história final: acho que meu fechamento de setembro estará bem comprometido depois de todos esses gastos. Vamos ver na próxima semana. O que importa é que valeu a pena!

Valeu pessoal!

18 comentários:

  1. Oi IF ou M,

    Férias movimentadas, hein! Apego emocional ao carro sugere que ele já seja meio rodado.. Eu gostava muito de andar com um fusca ano 68 que tive, logo que aprendi a dirigir.

    Pelo menos não foi nada grave com o seu possante!

    Abraços, até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é rodadinho sim DM! É de 2011! Mas está ótimo!

      Abs!!

      Excluir
  2. hahahhaha, verdade, foi um susto bom até!

    Já me roubaram um estepe e eu fiquei bem triste, imagina o carro inteiro haha

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Japa, sem emoção não tem graça né? hahaha ainda bem que foi só um susto também...estepe a gente consegue outro também!
      Abs

      Excluir
  3. Isso estraga um pouco diversão do dia né

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria né Sócrates, mas depois do susto, fomos num pub comemorar a vida (nossa e do carro! rsrs)
      Abs!

      Excluir
  4. ufa, rs
    hj encontrei meu carro com a porta amassada, alguem deu ré na minha e sumiu do mapa, paciencia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que tristeza Uó! Como existe gente ruim no mundo.

      Se eu fizesse isto, tenho certeza que deixaria um bilhete, pediria alguem pra avisar.

      É muito maldade.

      Mas, você vai ganhar o dobro, tenha certeza!

      Excluir
    2. Não sei se vou ganhar o dobro, mas pode ser que ele pague o dobro, assim funciona a vida, rs

      Excluir
    3. hehehehe verdade! Deixar o carro na "rua" é isso né gente, faz parte! Por isso que nem considero o carro como investimento, se um dia eu vendê-lo e ficar com a grana aí sim vou contabilizá-lo no patrimônio, por enquanto, não...

      Excluir
  5. Que susto hein I.F.ou M!! Imaginei que vc tivesse estacionado na areia, sei lá. Rebocar por causa de 5 metros é mta falta do que fazer...

    Té +

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha! Foi bem menos que isso aportador! Deve ter sido centímetros!

      Excluir
  6. Olá IFM,

    Industria das multas.

    Pensei que deixavam um aviso no chão quando rebocam.

    Que susto!

    Que bom que deu certo.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Total VDC! Das multas e dos reboques e das diárias no pátio. Máfia a gente ve por aqui!
      Quando perguntei porque não deixavam aviso, eles me responderam falando que a "prefeitura não permite". AHAN!!!
      Abs!!

      Excluir

Obrigada por tornar esse espaço um lugar fértil para troca de idéias! =)