sábado, 18 de novembro de 2017

Descontrole financeiro: eu também passo por isso!

É pessoal, não sei o que houve!

Desde que voltei de viagem, voltei "gastona". Comprei mais um sapato e uma bolsa, só nesta última semana. Não estou tão focada nos aportes (o aporte da primeira metade de novembro já foi menor). Novembro ainda é um mês cheio de feriados, o que faz com que eu saia mais, gaste mais e o dinheiro renda menos.

Para piorar, ainda estou com uma grana parada na conta corrente. Na terça-feira investirei. E é aquela grana alta ainda. Vamos agravar ainda mais a situação? BLACK FRIDAY.

Eu sei, eu não deveria cair nessas pegadinhas da black friday e nem quero, mas sempre temos nossa listinha de sonho de consumo e é nesta época que ela aflora. Vou tentar me segurar, mas já vi até promoção de dólar e euro e como vou para a Europa no primeiro semestre do ano que vem, estou pensando em aproveitar na semana que vem essas promoções.

Descontrole financeiro total, já vejo mais um mês que vou postar aqui sem muitos avanços. Ao mesmo tempo que sinto que estou "vivendo mais", também sinto que estou deixando meus sonhos atrasarem, já que a meta dos 870k está bem longe de ser atingida!

Acho que todo mundo passa um pouco por isso né? A caminha até o 1º milhão não e perfeita e é impossível a gente se manter 100% focado. Pelo menos é o que eu estou pensando para me consolar. Estou ainda adiando uma ida ao dermatologista para que as despesas caiam só em 2018 (hehehe).

De resto, as coisas no trabalho continuam em um ritmo de mal a pior. Estou tentando arranjar outra coisa e estou torcendo muito para alguma dar certo logo! A tentativa de uma vida mais fitness está deixada de lado também porque com as viagens e com o trabalho, fora que fiquei gripada, ficou difícil.

De qualquer forma, novembro e dezembro são meses mais relax e que devem passar rápido. Agora é focar em se planejar para 2018, o ano tão querido que eu devo chegar ao 1º  milhão!

Até a próxima!

IFM



domingo, 12 de novembro de 2017

Mundo dos FIIs: aí vou eu! E o FII que só me trouxe alegria até hoje...

E aí pessoal, tudo bem?

Faz tempo que tenho falado que quero estudar para investir em FIIs (Fundos Imobiliários), eis que finalmente consegui dedicar uns minutinhos e pensar em alguns poucos para investir. Nesta próxima semana já vou iniciar meu plano em prática. =)

Antes de contar um pouco sobre os FIIs que resolvi apostar, quero contar do meu queridinho primeiramente. Aquele FII que apostei na maior amadorisse e que só me deu alegrias. Estou falando do FIGS11! Comprei ele na época que era considerada "alta" (paguei 70 reais) e hoje ele está nada mais, nada menos que 90 reais! 28,5% de valorização, fora os rendimentos mensais. E isso faz uns 6 meses, mais ou menos, se não estou enganada.

Sorte de principiante? Acho que sim. Fiz uma análise minha (coloquei os detalhes de cada FII em uma planilha, considerando histórico, máxima já alcançada, rendimentos mensais, etc) e rankiei os FIIs com base nos rendimentos mensais. o FIGS11, por estar em RMG (renda mínima garantida), estava com um percentual de rendimento mensal em torno de 1.28% na época (a SELIC não tinha caído tanto naqueles tempos).

Claro que depois que eu investi o preço caiu até uns 65, 63, mas não me desesperei. Tinha investido pouco (uns 4.5k apenas, arrependimento mata!) e era um dinheiro que eu não ia sentir falta se perdesse. Mais do que isso, eu visava o longo prazo. Acho que esse é o grande segredo da renda variável. Para que sair quando se está perdendo? Aguardar, aguardar e aguardar a valorização, porque ela vai chegar. Seja pelos dados da economia ou seja porque tem cada vez mais gente interessada em finanças pessoas (a Naty do Me Poupe, está chegando a quase 1M de seguidores! É muita gente!).

O que fiz hoje não foi esse super estudo que eu fiz para investir em FIGS11, mas li alguns blogs, fiz algumas contas e estou resolvendo arriscar. Um pouco mais que esses 4k (penso em 20k), o que para mim é muito. Vou diversificar um pouco e esperar. Eles vão valorizar, mas cedo ou mais tarde.

Sempre acho que se desesperar na hora de tomar decisões em finanças só piora a situação. Então vou permanecer tranquila como sempre estive com o FIGS e bora para a renda variável. FIIs são os meus favoritos, porque mesmo se o preço deles caírem, ainda tem os alugueis mensais, que é uma super alegria recebê-los.

E sim, ainda estou com uma grana alta parada na conta corrente que está esperando eu liquidar as dívidas da viagem (agora dia 18 essa novela acaba...rs) e também me decidir sobre onde investir. Se tudo der certo na semana que vem meu dinheirinho não está mais tão parado na conta corrente!

E vamos ter cuidado na black friday pessoal, pesquisem já o preço do que vocês querem comprar para no dia usá-lo como comparação!

Bons investimentos a todos.

Abraços!

IFM

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Fechamento de Outubro/17 - R$ 825.628,51 (+4.34%)


Outubro foi um mês louco. Eu arriscaria dizer que foi o mês mais agitado dos últimos anos para mim. Notícias boas e não tão boas ao mesmo tempo. E isso influenciou e muito no meu rendimento deste mês. Não consegui acompanhar meus aportes. Não consegui investir todo o dinheiro que recebi. Não consegui controlar nada. Investidora relapsa define meu mês (inclusive atraso para postar isso).

A única coisa que consegui fazer foi controlar como fechou o mês. E vamos lá:

Aportes: R$ ??? - Não sei. A despesa de cartão de crédito das férias foi paga, assim como várias despesas de viagem. Não faço a mínima idéia, infelizmente. 

Rendimentos: R$ ??? (representam 0.??%) - Também não sei. Mal consegui investir o que aportei (ainda estou com dinheiro parado na conta, shame on me). Vou precisar deste final de semana para me organizar e quem sabe o próximo também (viajei neste último feriado, então não está fácil manter a rotina).

Total de crescimento do portfólio em Setembro: R$ 34.306,19 (+ 4.34%) - Aqui veio o pulo do gato grande. 20k entraram neste mês graças a um parente meu que eu havia emprestado uma grana no passado (ainda falta me devolver uns 18k). É um dinheiro que eu já não esperava mais e que retornou às minhas mãos. Felicidade definiu. Por outro lado, isso mostra que o total de rendimentos + aportes foi em torno de 14,3k. Bem abaixo com relação aos meses anteriores (renda variável é preciso agora). 

Renda Passiva (utilizando a TSR): R$ 2.752,10 (+ 4.34%) - Aumentamos mais um pouquinho. Muito bom saber que posso contar com esse salario líquido se algo me acontecer!

Onde apliquei neste mês: LCAs e LCIs, quando consegui. Foi triste mesmo este mês.

Como eu estou com relação à minha meta do ano (870k): sim, meta alterada para 870, devido aos 20k a mais que entraram inesperadamente. Se vou conseguir, não sei. Estou no escuro mesmo neste mês. Mês que vem que sabe. Dezembro tem que ser O MÊS!!!

Bom, realmente outubro foi um misto de sentimentos. Grata por tudo que passei. Finanças deixadas um pouco de lado, mas quero retomar meu foco agora em Novembro. Nos próximos finais de semana conto um pouco mais das análises que estou fazendo, porque definitivamente vou expandir minha participação nos FIIs! 

Até a próxima!

IFM

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Viagem ao exterior: o domingo e a última semana de trabalho

Tudo bem pessoal?

Vamos ao finalzinho do meu relato de viagem!

Domingo eu peguei o tal trem das 7h29 e aproveitei tudo o que eu poderia: estava um sol lindo e resolvi até voltar no meu ponto preferido do dia anterior para tirar mais fotos. Consegui ir em alguns lugares mais longe, parques, igrejas e muitos outros pontos turísticos.

Lembrei que naquele dia eu ainda tinha que comprar uns souvernis para o pessoal daqui. Acabei nem parando para almoçar (por mais que era por conta da empresa), tomei um sorvete e continuei a caminhada. Eu queria mesmo era aproveitar tudo que aquele lugar tinha para me oferecer.

Gente, me emocionei muito em muitos lugares. Sabe quando você só viu algum lugar por foto e você finalmente está lá, vendo ao vivo aquela paisagem? Foi isso. Foi naquela hora que eu pensei: é para isso que eu trabalho! Agora está valendo a pena.

Claro que viajar sozinho você se sente meio solitário e por isso aproveitei para conhecer muita coisa. Não quis passar o final de semana com o pessoal do trabalho porque eu sabia que eles não iam acompanhar meu ritmo.

Ah, nesse dia me preparei e coloquei band-aid no meu pé em tudo que era lugar que poderia me doer (hehehe). De fato consegui aguentar mais. Quando era 20h, fui às compras dos souvenir e resolvi depois ir jantar no hard rock cafe. Foi dificil chegar nele, quase desisti, mas consegui. Jantei sozinha lá com um belo chopp e verifiquei o horário do trem - tinham trens suficientes durante à noite. Mesmo assim, eu não queria correr riscos de estar sozinha na cidade tão tarde e ainda tendo que trabalhar no dia seguinte.

Peguei o trem das 22h30 e fui embora daquele "sonho". Com gostinho de quero mais. Consegui visitar quase tudo que eu queria em um final de semana. Faltou umas 3, 4 coisas que ficaram para a próxima visita. Eu que nunca tinha pensado em colocar na próxima viagem esse destino, sai de lá certa que um dia eu preciso voltar.

Na segunda-feira voltei ao trabalho cheia de disposição. Entretanto, o trabalho foi ficando mais difícil e os outros gringos que estavam l´apara o projeto começaram a contar comigo os dias que faltavam. Estávamos cansados.

Comecei a contar de fato os dias para voltar. Começamos a planejar a ida ao aeroporto na sexta-feira, e depois de alguns dias a quinta-feira chegou. Faltava pouco.

Eis que chega um dos líderes do projeto e nos pergunta se não queríamos ficar mais. Mais uma semana. Dissemos que não. Que trabalharíamos do nosso país, mas queríamos voltar. Eu sei, seria mais um final de semana lá e a chance de conhecer mais coisas. Mas eu queria voltar. Eu aproveitei o que eu tinha que aproveitar, mas eu sentia falta da minha casa, da minha comida, dos meus familiares. Eu não aguentava mais hotel, jantar fora e ficar "sozinha".

Sexta-feira saímos do escritório por volta das 4h da tarde. Meu vôo era Às 21h e eu ia ter tempo suficiente de fazer algumas compras para mim (sim, eu não tinha comprado nada para mim até aquele momento) no aeroporto e de aproveitar a sala vip.

A saída do escritório foi emocionante. Ganhamos um certificado de conclusão do projeto, 2 dias a mais de férias no próximo ano, um vale-jantar de 1.500 reais e uma champagne que eu nunca tinha visto na vida! Me emocionei. Foram duas semanas intensas, mas valeram a pena. Conheci pessoas legais, conheci uma nova forma de trabalhar, participei de um momento histórico da empresa e ainda ganhei esse reconhecimento! Foi demais!

No aeroporto aproveitei para arrumar a mala de novo, porque a champagne pesava 2kg e eu tinha que rever minha organização de malas. Despachei a mala e fui para a sala vip. Aproveitei os comes e bebes e fui fazer compras. Não resisti, comprei mais souvenirs e algumas coisas para mim (eu mereço vai!). Devo ter gasto uns 800 reais para mim (sim, mais gasto depois de férias, mas são oportunidades únicas na vida vai...).

Voltei para a sala VIP, bebi mais um pouco, falei com familiares (mostrei para eles a sala, ficaram chocados! hahaha) e já chegou a hora de dizer tchau. Fui para a porta de embarque.

Embarquei no avião com o sentimento de dever cumprido e de ter realizado alguns sonhos de viajar de executiva e conhecer a Europa. Gastando quase nada. Apenas gastando nos monumentos que entrei e nas compras que fiz para mim e para as pessoas que gosto. Valeu a pena, ô se valeu.

Viagem de volta tranquila, cheguei no Brasil no sábado pela manhã! Que delícia voltar!

Mas voltando para a realidade: não investi nada do dinheiro que ganhei, estava totalmente por fora do mundo dos investimentos. Eu precisava me atualizar. Mas antes, eu precisava descansar, voltar a trabalhar e organizar minhas fotos e presentes. Os investimentos, pela primeira vez na vida, ficariam para depois.

Agora estou começando a me reorganizar! Que meses, que ano, quantas coisas diferentes aconteceram comigo em tão pouco tempo!

Agora voltamos à programação normal do blog. Próximo post, penso em contar sobre o meu último vício!

Abs!
IFM

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Viagem ao Exterior: a semana de trabalho + sábado!

Olá pessoal!

Viajar de executiva foi bom, chegar pela primeira vez na Europa e curtir o finalzinho de domingo também foi ótimo. Mas a segunda-feira chegou e o trabalho teve que ser feito.

Fiquei alocada em um projeto bastante estratégico, mas minhas atividades eram mais operacionais. De qualquer maneira, quando meus colegas e chefes brasileiros ficaram sabendo que eu estava envolvida nesse projeto que é tido como estratégico, a famosa inveja rolou e está rolando até hoje - pois é, essas coisas de mundo corporativo me irritam.

De toda maneira, a primeira semana foi bastante puxada: trabalhávamos das 9h às 20h mais ou menos (não se engane, às 17hs o escritório estava vazio, mas a gente tinha muito que ralar, porque estávamos correndo contra o tempo). Depois do trabalho, íamos jantar. Toda noite um restaurante diferente, tudo pago pela empresa. Não usei cartão de crédito para nada, apenas o dinheiro que eu havia levado. Sei que do ponto de vista de milhas não fui inteligente, mas como comentei no post anterior, é uma luta para conseguir ser reembolsado na empresa e eu não quis correr esse risco com todos esses jantares.

Um restaurante melhor que o outro. Vinho em quase todas as noites. Isso sim é viver! Pena que tinha que trabalhar também! hehehe

A semana passou bem, consegui me adaptar ao trabalho e chegou o final de semana! Sexta-feira à noite me fechei no hotel com um belo chopp IPA para planejar meu final de semana. Tinha MUITA coisa para ver. Fiz o roteiro do primeiro e do segundo dia e me preparei para acordar bem cedo no sábado para poder pegar o trem e aproveitar logo cedo.

Felizmente dei muita sorte de principiante. Cheguei na plataforma e peguei o trem em 3 minutos (nem me toquei que o trem poderia passar de 30min em 30min e até de 1 hora em 1 hora). Cheguei cedo na cidade que eu queria visitar e comecei a cumprir o roteiro.

Achei que ia me perder muito no metrô, mas me virei bem até. Comecei a andar pelos lugares mais famosos, peguei metrô quando necessário e visitei os monumentos que não custavam um rim. =D

Me apaixonei por váaaaarios lugares, tirei 90 mil fotos (até agora não passei elas para o computador) e consegui almoçar em um lugar bacana. Eu estava focada em visitar todos os principais lugares daquela cidade em 1 final de semana. Aproveitei muito o dia e, quando fui ver, já estava anoitecendo.

Fui tentar então fazer algumas compras. Não valia muito a pena, tudo meio caro e as lojas quase fechando (incrível como as coisas fecham cedo na Europa). Meu pé, doía demais. Mesmo com tênis, o pé estava completamente dolorido. Fui checar quanto que eu havia andado no aplicativo do celular e choquei: 20 km! Quando eu vou a um parque aqui no Brasil quase me mato para fazer 10km! Desacreditei que eu tinha andado tudo aquilo.

Era por volta das 20hs e eu precisava ainda pegar o trem de volta. Eu ia jantar, mas fiquei com medo de perder o trem e também não conseguia mais andar nem 1 metro. Resolvi pegar o trem mesmo. De novo na sorte de principiante consegui pegar o trem assim que cheguei na plataforma. Acabei jantando no hotel e fui dormir com vontade de acordar ainda mais cedo para aproveitar o domingo.

Só que desta vez, chequei na internet o horário do trem: 7h29 era o horário que o primeiro trem saía e era nesse horário que eu ia pegá-lo. Apaguei em seguida, devia ser umas 22h30.

Próximo e último post da viagem: o domingo e a última semana de trabalho no exterior!

Até a próxima pessoal!

IFM



domingo, 29 de outubro de 2017

Viagem ao Exterior: chegada + experiência na classe executiva!

Olá Pessoal!

Agora sim, posso contar como foi a experiência no exterior. Como eu havia dito para vocês, eu nunca tinha ido à Europa. Neste ano me programei para visitar pela primeira vez esse continente em 2018.

Pois bem, eis que volto de férias e uma semana depois recebo uma ligação me pedindo para ir para lá, no final de semana. Simples assim, como se eu não tivesse programação para o feriado do dia 12 de outubro (eu tinha) e nem para o final de semana (eu também tinha). Eu não consegui dizer não, porque já me ofereceram para ser expatriada algumas outras vezes no passado e eu recusei. Pensei comigo mesma que 2 semanas não poderiam ser longas e resolvi ir.

Fiquei super nervosa com a empresa, porque pouco tive de apoio em termos financeiros. Tive que eu mesma sacar dinheiro e trocá-lo pela moeda da viagem, tive que reservar hotel, passagem (tive que pagar o hotel inclusive) e depois de muito reclamar, consegui um adiantamento para que eu pudesse não tirar dinheiro do meu próprio bolso para ir para lá. Vou depois demonstrar as despesas que eu tive. Entretanto, tive sim que tirar dinheiro do meu bolso para bancar o hotel (e é por essas qu enão gosto de viagem à trabalho). Agora tenho que implorar para um reembolso meu ser aprovado. Haja paciência.

Chegando lá, tive que passar pela imigração e, honestamente, com meu passaporte vazio (apenas meu antigo tinha vistos e etc), achei que eu não ia conseguir entrar. Inventei uma história bonita sobre porque eu estava lá e após algumas insistentes perguntas, me deixaram entrar (eu estava quase implorando, visto que a cara da pessoa da polícia era de quem não ia me deixar passar). Susto deixado de lado, consegui entrar no país. Minha mala já estava lá esperando por mim (S2).

Cheguei no domingo no final da tarde (perdi o sábado arrumando as malas e o sábado de madrugada/domingo a tarde no avião - sim, já solicitei esses 2 dias - antigamente eu deixaria para lá). Chegando no hotel, encontrei o pessoal do trabalho para fazermos um pequeno turismo e jantar. Foi bacana!

Viajei pela primeira vez de executiva, o que foi SENSACIONAL. Sério, nunca imaginei que viajaria alguma vez de executiva na minha vida. Aproveitei cada minuto (sala vip, check in diferenciado, zero fila para entrar no avião, etc, etc). Mas a melhor parte é a viagem em si. É indescritível você poder beber o que quiser (tanto na sala vip como no avião), vinhos, champagnes, enfim, tudo! E ainda por cima, deitar completamente durante o voo e ter uma boa noite de sono! O espaço é tão grande, que você pode virar de lado e dormir durante o voo.  Fora todos os mimos, desde fone de ouvido, necessaire boa " de verdade", lugar para guardar casaco e muito mais.

Fiquei com vontade de quero mais CLASSE EXECUTIVA! É complicado quando nós "pobres" entramos em contato com esse mundo dos ricos né? Dá vontade de nunca mais sair!

Se vale a pena a classe executiva? Olha, depende do valor que você for de fato pagar. Se você for ficar bastante tempo no aeroporto (e puder utilizar a sala vip) e quer chegar no lugar e já aproveitar para turistar, talvez valha a pena. Tem que colocar na ponta do lápis o que você gasta com refeições no aeroporto, diárias no hotel para se recuperar quando chega de um voo de econômica e todos esses detalhes. Digo isso porque na sala vip você tem refeições também, o que faz com que você não tenha que gastar 90 mil reais em uma água no aeroporto. Fora isso, você chega descansado no local do destino, o que faz com que você não gaste uma diária de hotel para dormir e de fato se recuperar do cansaço e aperto da classe econômica.

Pesquisei um pouco quando vale uma passagem normal para Europa (e torno de 3.5k se você comprar com antecedência) e quanto vale uma em classe executiva (em torno de 8k, também comprando com muita antecedência) e a diferença é grande (mais que o dobro), então acho difícil valer tanto a pena assim. De qualquer maneira, é uma super experiência para quem quer um dia sentir esse gostinho.

Bom, esse post já ficou enorme. Vou preparar os próximos para contar sobre o trabalho na minha primeira semana, a parte turística que aproveitei e a última semana.

Muita força para nós, esta semana é mais curta e sim, VOU VIAJAR!

Ah, esqueci de contar: tive que negociar com o hotel que eu vou de tirar minha reserva do dia 12 de outubro e mudar para este feriado do dia 2/novembro. Eles toparam e agora finalmente vou curtir meu feriado!

Abraços!
IFM

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

E as novidades continuam...

Pessoal, tudo bem?

Passando aqui para dizer que voltei. Estou em terras brasilis e devo fazer um post mais completo no final de semana. Apesar da temporada no exterior ter terminado, o trabalho que comecei lá não terminou. Então no fim estou trabalhando por aqui e por lá, em tornada tripla. Difícil.

Mais difícil ainda porque na semana passada foi anunciada uma grande reestruturação. Não sabemos o que vai acontecer com cada uma das posições/pessoas. Logo, todos estão dando o máximo de si para não estarem na lista negra. Acabo sendo uma delas, infelizmente.

Sobre o HD: sim, eu tenho muito o que aprender em como organizar o armazenamento das minhas fotos/videos. Obrigada pelas dicas! Fui na cara-de-pau e pedi uma autorização para eu pedir reembolso do que eu gastar recuperando o HD do notebook da empresa e aparentemente vou conseguir (UHUL!). Não vou super comemorar agora, porque só vou acreditar depois que cair na minha conta. Até lá, algumas semanas devem passar (ainda vou ter que esperar a empresa terminar de recuperar, pagá-la, solicitar reembolso, esperar a aprovação e esperar cair na conta). O processo é demorado. Quem sabe em novembro eu tenha novidades.

Sobre os investimentos em si: não consegui fazer NADA este mês. Estou com dinheiro parado em várias contas (investimentos que venceram, salário que caiu, dinheiro que entrou, enfim, tudo). Shame on me, eu sei. Quero muito aproveitar este final de semana para me organizar novamente. Sábado tenho compromisso, mas quero pegar o domingo para isso. Vamos ver se vou consegui. Tudo indica que os rendimentos deste mês estarão baixos também, já que meu foco nisso foi zero. Fora que tenho que pedir reembolso de despesas que tive no exterior e esperar todo o processo se completar também.

Pois é amigos, muitas mudanças, novidades, incertezas, falta de tempo, grande período de indecisão. Eu espero que essa ida ao exterior tenha contado uns pontos para eu não estar nessa tal "lista negra". Devemos saber mais ou menos o que deve acontecer, no final do próximo mês.

Vou ficando por aqui, próximo post trarei mais detalhes sobre a viagem em si!

Abraços!
IFM