quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Apertando o freio na busca pela IF

E aí pessoal, tudo bem?

Por aqui tudo razoavelmente tranquilo. Estou tentando mudar meu mindset e encarar a vida de forma mais leve, com mais tranquilidade. Isso porque já tenho um valor mais do que considerável de patrimônio e tive uma mudança que ainda vou contar para vocês que me fez acreditar que "that´s it", não vale a pena me esforçar muito mais no trabalho.

É engraçado como quando vivemos tantos e tantos anos preocupados com cada centavo, com acumular e com aumentar nossos números, isso vira realmente o nosso mindset e fica muito difícil de se desfazer.

Nestes últimos dias, cuidei de mim de forma tão focada que até me senti estranha. Não me reconheci. Achei que estava fazendo algo "errado" em sai do horário mais cedo para ir ao médico. De pegar um tempo para mim e ir fazer algo qu eeu gosto. De aumentar o valor da fatura do cartão de crédito (um deles fecha no dia 9, estamos ainda no dia 23 e eu já estou com um valor maior do que a média que normalmente eu tenho de fatura).

Depois de um tempo acumulando de forma frugal e nos deixando em segundo plano. É chegado o momento de afrouxas os cintos. E vejam só, isso não é fácil para nós da comunidade FIRE  e finansfera em geral, porque nos treinamos mensalmente para fazer do limão uma limonada. E se agora fosse permitido fazer do limão, uma caipirinha?

É isso que estou vivendo. É um mix de emoções e isso é muito estranho. O ser humano se adapta a tudo, isso é fato. Mas queria compartilhar com vocês que essa fase é bem estranha, depois de tanto tempo.

E por quê eu resolvi mudar? Porque comecei a ver uma série de exemplos na minha volta de pessoas jovens, com um bom patrimônio, mas deixando de se cuidar e quando chegava no momento de aproveitar esse patrimônio, ele quase não fez mais sentido. Já estava gastando muito mais em recuperar tudo que perdeu para acumular ele do que de fato aproveitar esse momento.

É bem aquela frase conhecida do tipo: o homem perde a saúde em busca de dinheiro e depois perde o dinheiro em busca de saúde.

Não quero ser mais uma nessa fila do pão. Chegou o momento de aproveitar um pouco tudo o que acumulei e deixar o patrimônio crescer por si só, com os aportes ainda, mas gastando  mais também. Chega um momento na nossa vida que gastar mil reais a mais não vai fazer diferença em termos de patrimônio total, mas fará uma enorme diferência no mês a mês na nossa qualidade de vida. É isso que farei a partir de agora.

Estou começando pelos médicos e tratamentos médicos/estéticos, como falei para vocês. Depois quero investir em algum exercício físico de qualidade, que me ajude na qualidade de vida, como yoga ou pilates, ainda a definir. Quero manter minhas viagens em dia na medida do possível também. Ou seja, quero iniciar uma mini-FIRE agora.

Me lembro que há muito tempo atrás eu falava que 2 milhões seriam o suficiente para eu retirar um bom dinheiro e viver em paz. Esse número foi sendo atualizado até chegar nos 5 milhões que eu compartilhei no ano passado. Não consigo ver os 5 tão perto, mas os 2, considero que chegarei no ano que vem (objetivo deste ano é passar do 1,5 milhão e, ano que vem, atingir os 2).

Logo, porquê não começar a mudar agora a chavinha? De frugal a equilibrada, é para aí que quero mover minha vida. Não está sendo fácil, é um exercício diário de "let it go", mas aos poucos acredito que é possível mudar esse mindset.

Você que acha que já tem um bom patrimônio acumulado, a ponto de não se desesperar se for desligado amanhã, sugiro que faça o mesmo exercício que estou fazendo.

Abs,
IFM

37 comentários:

  1. Fiquei feliz de achar teu blog no meio dessa finansfera predominantemente masculina e por vezes preocupantemente misógina. Acho que o que você coloca neste post é a coisa saudável a se fazer. Considerando-se que você já tem um patrimônio que trabalha pra ti e não pretende abandonar o trabalho de imediato, tem que colher um pouco os frutos. A idéia é desfrutar a jornada e o destino, não só o destino. Sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal ICV! Confesso que muitas vezes me incomodo um pouco com o "tom" de alguns posts masculinos por aí, mas também vejo que muitos já "quebraram a cara" com muitas mulheres por aí também.
      A idéia é justamente essa, disfrutar da jornada a partir de agora.
      Abs e vou passar no seu blog também!

      Excluir
    2. Desculpe comentar duas vezes quase a mesma coisa, não vi que era moderado e achei que tinha simplesmente sumido. Erro de novato haha. Sim, assim como muitas mulheres já quebraram a cara com homens (acho até que mais que o oposto) e nem por isso todo homem é ruim. Tenho a sensação que o pessoal toma frustrações pessoais e extrapola para todo o universo, mas enfim, rs... Aproveite os frutos! Abraço!

      Excluir
  2. IFM

    até que fim está abrindo os olhos. seus primeiros posts dava nervoso. Mas temos que respeitar a opinião e o tempo de cada um.

    minha IF pode demorar mais um pouco, mas nunca deixei de cuidar da saúde e viver. Graças a deus tenho sentimento de gratidão que me acompanha a muiiiiito tempo. e nem por isso deixo de aumentar meu patrimônio.

    abs e bons investimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs Kspov, vou tomar como um elogio isso!
      Meus primeiros posts realmente eles mostravam a vida como ela é: medo de perder emprego, medo de não conseguir meu objetivo, medos e mais medos. Para quem não se vê trabalhando o resto da vida, trabalhar sem uma perspectiva mais clara parece que você está numa prisão acorrentada a uma bola de ferro.
      Me arrependo de não ter começado o blog antes, para poder acompanhar a caminhada desde os cento e poucos mil reais que eu tinha quando comecei a levar a sério a IF.
      Eu adimiro quem tem esse "equilíbrio" desde o início, eu sempre fui muito frugal porque queria sair da corrida de ratos o mais rápido possível. Tempo era importante para mim.
      Abs

      Excluir
    2. kkkk

      Oi IFM, desculpa se pareci um pouco grosseiro. juro q não foi a intenção.

      bons investimentos

      Excluir
  3. Independência Financeira e VIDA!!!
    Este post está bem melhor que o do final do ano passado, nada como o tempo para fazer o trabalho dele. Parabéns!!!
    Vk

    ResponderExcluir
  4. Estou na mesma sintonia que a sua no momento: após ter acumulado um bom patrimônio, decidi que preciso afrouxar um pouco os cintos e viver, desfrutar um pouco da caminhada, pois não adianta deixar pra ser feliz no futuro. É difícil pra mim, pois tenho tipo um TOC de economizar em tudo! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho o mesmo TOC it´s me.
      É mais facil começar por onde gostamos muito. Eu tenho alguns hobbies e é "muito fácil" eu abrir a mão por eles, então é por aí que estou começando a afrouxar os cintos! rs

      Excluir
  5. Pois quando eu tiver um emprego fixo e estiver morando sozinho investirei ao máximo em minha saúde:

    1. Morar em um lugar com clima mais ameno.
    2. Beber água apenas mineral (3L por dia).
    3. Investir em uma boa alimentação (frutas, legumes, carnes magras, menos comidas industrializadas e não saudáveis).
    4. Praticar esportes (Natação, Judô, Ciclismo - quando aprender andar de bicicleta).

    fracassoeterno.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Interessante seu post e me identifico muito com ele. Sempre procurei manter uma taxa de poupança agressiva mas mesmo assim sem deixar de curtir a vida com coisas que considero importantes como viajar e passar tempo em casa com família vendo filmes/series. Isso é manter a vida equilibrada. Hoje olhando para trás não me arrependo. Mesmo tendo gasto com ao menos duas viagens internacionais e pequenas viagens todo ano consegui manter uma taxa de poupança superior a 60%.
    Sempre digo a todos que buscam FIRE: mantenha o equilíbrio pois não se vive duas vezes!

    Abraço e bons investimentos!
    Executivo Investidor
    www.executivoinvestidor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau EI!
      Confesso que me parece bastante desafiador conseguir viajar tanto e ainda ter uma taxa de poupança de 60%!
      Parabéns por isso!

      Excluir
  8. IFM, vc está certíssima em abrir os olhos antes do tempo para equilibrar a vida. Nessa pressão desenfreada pela IF, acabei desenvolvendo síndrome do pânico e outros transtornos emocionais. Agora que me liguei já é tarde...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Anon, verdade isso?
      Espero que você esteja procurando ajuda profissional. Busque essa ajuda com bons profissionais e volte aqui para contar o que você aprendeu. Nada vale a pena se não tivermos saúde.
      Se cuide!
      Abs,

      Excluir
  9. Fico feliz por essa mudança de Mindset IF!

    Deixa os juros compostos fazerem o trabalho sujo pra você agora, você tem mais de 1M, a bola de neve já começa a andar sozinho se vc não tirar o dinheiro que tá investido. Logo logo chega nos 1.5M, 2M e por aí vai.

    Na minha mente 1M é a quantidade que me deixaria "tranquilo", porque o dinheiro iria crescer sozinho com os juros compostos, é só controlar os gastos e curtir a rotina/vida por enquanto.

    Estou só uns 980 mil atrás do milhão... mas tenho certeza que vou chegar nele! E em 2M, 3M...

    Aproveite! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi JP,
      Muito obrigada! Sempre achei que ao chegar no 1M a bola de neve ia começar a trabalhar mesmo, mas ela está muito devagar...rs
      Via chegar sim, mantenha o foco!
      Abs,

      Excluir
  10. Que delícia!! Parabéns por essa escolha..
    Eu aconselharia a viajar mais também hahaha
    Abraços!
    Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline,
      Obrigada! Tenho viajado a quantidade de vezes que me faz bem. Agora mesmo vou buscar uma passagem para aproveitar as milhas que estão vencendo... =)
      Viajar é prioridade na minha vida com certeza.
      Abs,

      Excluir
  11. Boa analise disruptiva sobre a IF.

    Obs: Gostou de usar a palavra mindset rsrs.

    ResponderExcluir
  12. Muito legal IFM,

    Acho que o devemos nos permitir algumas recompensas durante a caminhada. Lembro de alguma postagem do Viver de Renda em que ele foi perguntado: O que você mudaria na sua trajetória? Ele respondeu que não seria tão radical em poupar retirando o cafezinho, porque ele teria mais satisfação e alcancaria o resultado do mesmo jeito.

    Eu encontrei meu ponto de equilíbrio entre gastos e despesas, com 50% de taxa de poupança. Eu pretendo gradativamente reduzindo esta taxa de poupança até começar a usufruir a renda passiva.

    Sucesso pra vc e abraço.

    ResponderExcluir
  13. gostaria de saber quais são seus investimentos, vejo você com planos ambiciosos, aportes vultuosos, mas como e onde você aporta? Daria maior sensação de realidade e credibilidade a aqueles que acompanham o blog na minha opinião

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anon,
      Ao longo do blog eu falo sobre isso.
      9% em RV - entre eles FIIs e ações.
      91% em RF - grande parte em LCI e LCA, menor parte em tesouro e CDB.
      Como aporto: entrada da remuneração - gastos, aporto nos dias seguintes.
      Tudo isso venho falando nos fechamentos mensais e desde o início do blog.
      Abs!

      Excluir
    2. Pra ver o bolo crescer com mais intensidade agora só colocando mais RV...

      Excluir
    3. Sim, na próxima crise. Agora a festa já está sendo feita na RV...

      Excluir
    4. A festa vai durar mais uns 3 ou 4 anos, venham logo. RV vai render mais do que qualquer coisa na RF.

      Excluir
    5. Anon, ninguém nunca sabe quando as festas vão acabar ou durar. Estamos em um governo incerto, num momento incerto e os ciclos cada vez menores, não creio que demore tudo isso.
      E ainda que demore, estou bem com meu patamar e prefiro continuar sendo conservadora. A IF está logo aí e não quero correr o risco de demorar mais do que o previsto.
      Abs

      Excluir
  14. Comigo aconteceu exatamente a mesma coisa. Depois de oito anos economizando loucamente, agora já com um patrimônio considerável, ano passado decidi afrouxar o cinto e o resultado, logo de cara, foi uma terrível crise de ansiedade por medo de perder o controle. E ainda não estou completamente acostumado com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Anon, precisamos cuidar de corpo e mente nesta jornada. Eu não sofro tanto de problemas como ansiedade, mas conheço gente que sofre e uma coisa é certa: busque ajuda.
      Abs

      Excluir

Obrigada por tornar esse espaço um lugar fértil para troca de idéias! =)