sábado, 22 de setembro de 2018

Novos Aportes: sugestões?

E aí pessoal, como estamos?

Reta final do mês de Setembro e a verdade é que estamos nos encaminhando para o fim do ano. Outubro, Novembro e Dezembro costumam passar super rápido devido aos feriados e as festanças que nos aguardam. Parece que foi ontem que eu estava refletindo sobre o que queria atingir em 2018 e escrevi aqui o post sobre minhas metas.

Também não podemos deixar de pensar que por mais que sejam 3 meses que passam rápido, estamos falando de 1/4 ou 25% do ano. Deveria ser tempo suficiente para fazer algumas correções de rota e até dar um gás em alguns pontos para atingir nossas metas. Fica aí a reflexão para vocês.

Hoje eu queria uma sugestão de vocês. Com a instabilidade político-econômica que estamos e até a falta de previsibilidade, estão refletindo muito em algumas opções para colocar meus aportes e não estou conseguindo decidir. Tive um valor considerável (12k) que voltou para a minha conta corrente na corretora depois de um vencimento de um CDB  e me pergunto que eu deveria fazer com ele. Vamos às opções que pensei:

  • CDB pré-fixado banco Pine - 13,xx%, prazo de 5 anos: a taxa parece boa, o banco eu até gosto apesar de estar tendo alguns prejuízos, mas 5 anos é MUITA coisa. Estamos falando de um % pequeno do meu patrimônio, mas ainda assim não quero ficar no prejú e nem correr muitos riscos. 
  • LCA de 97,5% pós fixado, uns 2 anos de prazo: esse daqui é o que eu tenho feito nos últimos meses com meus aportes. Pouco risco, só mantendo a bola de neve crescendo
  • Abrir conta em algum outro banco pequeno que hoje eu não tenho? Aqui coloco essa opção porque hoje tenho boas taxas em alguns bancos que tenho conta aberta (Inter, Sofisa e Daycoval), mas cheguei no meu "limite" com eles do FGC, ou seja, estou chegando nos 220k que eu me coloco de limite no caso de algum deles falir (deixo uns 30k de margem pensando no rendimento do próprio investimento). Vocês tem conta em algum outro banco que recomendam?
  • Alguma outra opção que não estou vislumbrando?

Não estou muito afim de colocar essa grana em ações ou qualquer outra RV. A semana foi boa para  o Ibovespa e vi uma certa recuperação nos valores, tomara que se mantenha.

Qual a estratégia de vocês para os próximos aportes dos próximos meses?

Abs,
IFM

19 comentários:

  1. Acredito que uma das melhores e mais fáceis maneiras de investir é de acordo com o prazo dos seus objetivos. Ai você casa a duração do vencimento com o objetivo.

    Além disso, se combinar com a alocação de ativos, vai comprar os ativos quando estão mais baratos e vender quando estão mais caros.

    Bom, essa minha sugestão.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho bacana esse lance dos objetivos DIL, mas eu não sigo ele de forma como é pregado. Todo o meu investimento está voltado para o objetivo da IF que eu bem queria atingir até os 35 anos, mas não vou deixar de viver por isso, entende? Como ainda trabalho, tneho dinheiro pingado todo mês, então nao me preocupo tanto com prazo...
      Sobre a alocação, concordo com você!
      Abs!!

      Excluir
  2. Com renda variável eu estou só andando de lado. Após ler uma análise do blog do AA40, vou focar mais em RF e deixar o tempo fazer o trabalho dele. Tinha muito receio de prefixado, mas hoje já passo a olhar com bons olhos. Acho que essa opção de 13,x% está interessante, mesmo por 5 anos. Eu faria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vou por aí mesmo investidor. Sempre fui pró-RF, e agora que estou negativa na RV, estou ainda mais assim! rs

      Excluir
  3. Pois é. Eu Também tô meio sem opções. Hoje, o pré fixado tá bem ruim em quase todos os bancos. Para o longo prazo tipo 5, 6, 7 anos melhoram um pouco. Mas, daí também sou meio avesso a investir. Na minha opinião tá meio um dilema: Tem candidato bravateando baixar juros: tendência alta da inflação, em virtude de possível aumento do consumo, e daí talvez 5 anos seria arriscado, mesmo sendo 13, 14%. Igualmente, se baixar a SELIC, LCA e LCI são feridas de morte, como diriam os causídicos. Não teria recomendação, porque também tenho dúvidas. Mas, também reforço aqui, se algum colega da Finasfera, tem algumas outras opções de bancos, taxas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que me incetiva nos pré de 13% é que hoje estamos com selic a 6,5%. Por mais que ela vá aumentando agora, até chegar aos 13% vai uns bons meses. Nesse período você já ganhou o que talvez perdda se ela passar dos 13%, entende? Pelo menos esse é meu raciocínio...

      Excluir
    2. OLá, IFM! Acho que teu raciocínio tá correto. Pessoalmente, não creio em suba da SELIC. Pelo contrário, estou pensando que a tendência, ganhando qualquer um desses 3 favoritos, até para agradar as massas e sindicatos, vão é baixar a SELIC( que já anda bastante baixa)

      Um abraço!

      Excluir
  4. Poderia começar a investir diretamente em ações no exterior :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero fazer isso sim Anon, mas mais do que isso, queria comprar um imóvel no exterior...assunto para um próximo post.
      Antes de RV no exterior preciso me consolidar por aqui antes, pelo menos penso assim...

      Excluir
  5. Dos que vc falou eu pegaria a LCA. CDB de 5 anos to fora, é muito tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você conhece alguma outra boa opção Vagabundo?

      Excluir
    2. Tenta diversificar. Exterior vc tem algo ? O mais facil pra ter exposicao é IVVB11 ou fundos cambiais. Eu diria tambem que vc tem que definir um percentual de alocacao de ativos de acordo com seu perfil e aí segui-lo.

      Excluir
  6. Um pouquinho (bem pouquinho) de Ouro físico. Alguns colecionáveis também. Ativos não registrados. Não vai render muito (provavelmente nem vai render), mas época de eleições é boa pra lembrar que basta a canetada de um Collor pra acabar com todos os seus ativos registrados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Anon, não sei nem por onde começar com isso...você tem dicas?

      Excluir
  7. Bom dia IF,

    Eu particularmente estou aproveitando esse stress do mercado com relação as indefinições políticas para pegar ativos de RF com taxas atrativas.
    Vc já postou alguns ativos com taxas e prazos interessantes. Eu complementaria com esses ativos também:
    - CDB Banco Fator: IPCA +7,5% - 5 anos
    - LC Socinal ou Avista: 132% CDI - 5 anos
    - LCI Banco Inter: IPCA + 5,6% - 5 anos
    - LC Avista: 15% - 7 anos
    - Debêntures Ligth - Taxa a ser definida. Provavelmente IPCA + 6,5%

    As taxas acima podem variar de acordo com a curva de juros futuro. Agora, respondendo sua pergunta, avalie como esta a diversificação da sua carteira atualmente e distribua nos pilares que mais encaixe no seu perfil de investimento, conforme os riscos que consegue suportar.

    Falando primeiro dos ativos com maior risco:

    - Pré fixados: Quando vc fixa uma taxa de investimento vc esta "apostando" que os juros e inflação ficarão controlados nos próximos anos. A taxa que vc colocou de 13% hj representa 200% do CDI que esta em 6,5%. É uma excelente taxa. Mesmo que o CDI suba nos próximos anos, mantendo uma proporção de 130% do CDI, ainda continua uma excelente taxa. Mas como não podemos prever o futuro, eu não colocaria mais do que 5% do total da sua carteira em pré fixados.

    - Debêntures: Coloquei o exemplo da debênture da light que vai ter oferta em Outubro por várias corretoras mas também existem outras debêntures no mercado secundário com boas taxas de empresas de bom rating. Como não tem a proteção do FGC, coloco esse ativo com risco elevado. Eu aporto no máximo 20% da minha carteira distribuindo entre vários emissores.

    Agora os ativos de menor risco:

    - Ativos Pós Fixados: esses são meus investimentos preferidos. Colocando dentro do limite do FGC entre os emissores, vc consegue se proteger e ainda rentabilizar bem o seu patrimônio. Coloquei o exemplo de um CDB do banco Fator que até poucos dias atrás estava pagando IPCA + 7,5. Isso hoje da uma taxa bruta de aproximadamente 11,7% ao ano. Excelente taxa. E você ainda se "protege" no caso de uma subida da inflação. Coloquei a palavra "protege" entre aspas pois para manter o ganho real sobre a inflação mesmo com a subida do IPCA, somente nos ativos isentos de IR como o LCI e as debêntures incentivadas. Uma taxa pós fixada em 132% do CDI também é um excelente investimento. Mesmo hj esse investimento não entregando uma boa rentabilidade pois os juros estão baixo, ele também irá de proteger no caso de uma elevação dos juros. Vale lembrar que muitos fundos multimercados geridos por excelentes casas custam para bater 130% do CDI.
    Eu colocaria uma boa parte nesses ativos pós fixados, dividindo entre os atrelados a inflação (os que mais gosto) e ao CDI.
    Bom, escrevi mais do que queria, mas espero ter te ajudado nessa decisão de alocação.

    Abs.,

    Investidor de Renda Fixa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ajudou muito investidor, ótima análise e obrigada pela visita!

      Excluir
  8. Concordo em grande parte com o último Anon. Ele fez uma análise bem legal.
    Ultimamente aporto parte em FII, que cada dia estudo mais e cai no meu gosto pela constância na geração de renda passiva isenta de IR.
    E alguns CDB interessantes. Olhei do BMG com IPCA +7,20. e alguns do Banco Fator com taxa semelhante.
    Prefiro renda fixa atrelada a inflação. Possuem boa rentabilidade. E Pra me proteger em nosso país historicamente com disparos de inflação. Quem acompanha o Focus observou que nos últimos meses aumentaram a projeção pra inflação. Com isso a Selic deve subir também.
    Não gosto de prefixados no cenário atual. Temos Selic em 6.5. O Focus projeta Selic para 8 em 2019. A Selic deve subir nos meses vindouros. Ao menis é o que o mercado projeta. Não é a toa que os prefixados aumentaram a taxa. Eles apenas acompanham a expectativa do mercado.
    E os prefixados, por outro lado, são excelentes opções em cenário de queda da Selic (oposto do que temos hoje).
    No mais, essa LCI sua aí é bem boa.
    Enfim, minhas parcas observações.

    ResponderExcluir
  9. Coloca no fundo de renda fixa Sparta Debêntures Incentivadas. Tem isenção de IR e resgate em 30 dias. Aporte inicial de 5k e adicionais de 3k.

    Veja o desempenho em relação ao CDI:
    https://verios.com.br/apps/comparacao/log/otimo/cdi/26759909000111

    ResponderExcluir
  10. Olá IFM,
    Como sugestão eu consideraria investir em títulos do tesouro direto. Não sei se vc já tem parte do seu dinheiro alocado nisso e por isso não pensou nessa hipótese.
    Abs

    ResponderExcluir

Obrigada por tornar esse espaço um lugar fértil para troca de idéias! =)