terça-feira, 21 de novembro de 2017

Trabalho em Empresas, como aguentar?

E aí pessoal? Beleza?

Escrevo este post do auge da minha insatisfação com o trabalho em empresas. Estou fazendo home office hoje (o que meu chefe não gosta nem um pouco, por isso raramente faço e hoje resolvi fazer por um motivo específico pessoal) e aproveito para analisar o quão é insatisfatório o clima na minha empresa.

Agendas ocultas. Meu chefe vive disso. Você nunca sabe o que ele está pensando e ele está sempre tramando alguma coisa. Quando eu estou em casa, isso se agrava. O contato comigo é cessado justamente para que eu pense que eu "tenho" que estar no escritório se eu realmente quiser ser considerada no trabalho.

Falando um pouco sobre os pares: em um ambiente em que não se sabe quem fica e quem sai com todas as notícias ruins que estão saindo, o clima de competição fica acirrado. Não se confia em ninguém e ninguém também abre muita coisa. É ruim.

Resultados ruins, nem sabemos se vamos ter bônus. E depois de trabalhar um ano inteiro pensando nele, é bem chato pensar que você se dedicou tanto e é muito capaz de não receber.

É meus amigos, eu já tive mais garra em viver e sobreviver e traçar estratégias no mundo corporativo. Hoje eu não tenho mais. Hoje eu realmente penso em cada centavo que gasto pensando que é um dia a mais nesse ambiente que eu chamo de trabalho.

Sim, estou buscando outro emprego, mas não será tão fácil. A economia se recupera a passos lentos e sei que será uma grande sorte se eu conseguir algo rápido. Enquanto isso, vamos engolindo sapos.

Se as pessoas vissem assim como eu como eu vejo que o gasto de dinheiro = demora para realização da IF, com certeza teríamos menos consumismo nos dias de hoje. Afinal, o prazer da IF deve durar para sempre, já o prazer da compra/consumismo, na maioria das vezes tem prazo determinado.

Sessão desabafo de hoje finalizada! rs

Abraços,

IFM

23 comentários:

  1. Ola IFM,

    Tambem vivo um tremendo desanimo com meu trabalho, mas vejo que buscar recolocaçao nesta altura do campeonato e no meio de meus investimentos seria mais complicado.

    O que faço para melhorar é justamente fazer apenas o necessario para me manter mesmo.

    Cumprir horario.

    Tenho deixado o computador no trabalho, nao atualizo mais emails a noite, ja fugi de 3 projetos / atividades novas.

    Tiro um tempo maior para o cafe da manha e tarde, e acesso a internet alguns minutos.

    Cancelo reunioes e evito reunioes chatas, dizendo estar em outras.

    Chego uns minutos a mais do que o horario inicial, nada comprometedor, e saio uns minutinhos antes do horario final, nada comprometedor.

    Isto tem ajudado a tornar o trabalho mais suportavel.

    Tambem ja fugi de duas viagens nacionais, quero nao, melhor ficar em casa e fazer tudo via audio conferencia rs.

    Sucesso ai e paciencia.

    Abraçao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vdc! Concordo com essa estratégia, mas só se vc tiver um fgts acumulado bom (eu nao tenho, tenho só 3 anos de empresa) e tambem se vc tiver um bom colchao investido (eu nao considero que tenho).
      Acho que daqui 2 anos eu adotaria essa estrategia, mas hoje é arriscar muito.
      Sobre procurar outra coisa, eu particularmente acho que me faria bem, pois a empresa que estou de fato esta numa maré pior que já era.
      Vamos ver, pensamento positivo sempre!
      Abs!

      Excluir
  2. Nossa IFM, estou passando exatamente pelo mesmo problema. Tá bem complicado e por isso entendo perfeitamente vc.
    Cada centavo não gasto é um segundo a menos neste ambiente insalubre...Força, estamos juntos nessa!
    Visite-nos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu estava morrendo de vontade de comprar algo ontem, mas pensei bem e vi que a liberdade financeira é a melhor coisa que posso fazer por mim!
      Visito sim, no fds com mais calma!
      Abs!!

      Excluir
  3. Também estou cansado do meu emprego.
    Uma das coisas que me deixa mais puto são os colegas políticos (puxa-sacos), cara como tem gente que é ator no trabalho.
    Pessoas que são simpáticas com uma determinada pessoas e quando essa pessoas não está presente falam mal dela.

    O lado social do trabalho as vezes cansa bem mais que o trabalho em sí. Lógico que há também pessoas mais sérias, mas confesso que as palhaçadas que vejo estão me cansando.
    Homens adultos, pais de família, babando o ovo de superior sem nenhuma vergonha. E superior que gosta de aparecer.
    Porém não exatamente qual rumo profissional tomar, venho pensando a um bom tempo nisso, as vezes penso em empreender, como nunca empreendi nem sei direito por onde começar.
    Fico desanimado quando penso que se continuar no meu trabalho vou continuar aturando tudo isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon, entendo bem. O trabalho para mim é o mais facil. Se todos se preocupassem com ele e parassem de mimimi, a vida seria melhor.
      Eu senti um pouco isso na europa. Lá não tem cafezinhos, conversinhas paralelas que o brasileiro tanto valoriza.
      Eu não penso em empreender pelo simples risco de não der certo e eu voltar algums anos no meu planejamento. Meu objetivo é aguentar essa palhacada mais alguns anos, sem passar por cima dos meus valores, mas sempre visando o aporte forte.
      Depois que eu tiver na IF eu penso em o que farei de fato...
      Força para nós!!
      Abs!

      Excluir
  4. Farmaceutico Investidor21 de novembro de 2017 22:34

    Olá IFM,
    Passei por estas sensações que você relata no ambiente em que eu trabalhava (consegui mudar de emprego mês passado). Nestas horas, temos que adotar uma postura estóica - o risco maior não é perder o bônus, e sim o emprego.
    Já vi muitos gestores que madrugavam ou faziam horas extras obscenas e vestiam a camisa da empresa serem demitidos durante a crise, seja por contenção de custos ou por não atingir as metas - as vezes irreais. Não acho que a situação melhore, independente do ramo da empresa, pelo menos, não no curto-médio prazo. Neste sentido, penso que a garra e a determinação que você um dia mostrou no setor corporativo deveria ser canalizada para seu objetivo maior que é a IF, seja em busca de novos tipos de investimento, ou mesmo aprimoramento das técnicas de valuation que você provavelmente já emprega.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Farmaceutico, concordo. É por isso que quero ir para um lugar em que eu possa equilibrar um pouco melhor minha vida pessoal para focar nisso.
      Honestamente, nao é tão difici achar algo melhorl, visto que só tenho um tempo para vida pessoal no fds e olhe lá...
      Espero achar logo!
      Abs e valeu!

      Excluir
  5. Hoje foi o meu último dia de mundo corporativo. Depois de 21 anos de trabalho a IF chegou e aí foi só correr pro abraço. Apesar do ambiente hostil das empresas, acho que é uma ótima forma de juntar o f... you money. Aguente firme e siga aportando. A sua hora vai chegar! Btw, adoro seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon, li seu comentário quando estava chegando no trabalho. Juro que me emocionei quando me coloquei no seu lugar. Eu estou somente há 8 anos no mercado de trabalho e ja me sinto assim, imagino voce ha 21!
      E que delicia ver que alguem chegou lá! Qual foi seu numero mágico de chegada a IF? E quais seus planos? Como foi o grande pedido de demissao?
      Conte-nos mais!
      E obrigada por gostar do blog, cada vez mais eu tenho gostado de escrever tambem!
      Abs!

      Excluir
  6. Que tipo de área vc trabalha? Me fala q nunca vou partir pra isso. Digo isso pq tb quero mudar de emprego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha não vou dar muitos detalhes senhor bufunfa, mas é empresa privada, isso já diz muito não?
      A melhor forma de nao cair em "furadas" desse tipo é conhecer alguem que trabalhe onde vc esfa pleitiando uma vaga. Tambem temos recursos mais modernos, tipo o Love Mondays que vale a pena dar uma olhadinha!
      Abs!

      Excluir
  7. Sei bem como é isso, e olha que eu era um dos gestores. E estava numa situação que já tinha atingido a IF e meu grande conflito pessoal era me questionar diariamente o porque precisava estar ali todo dia fazendo coisas que não me davam prazer e com pessoas que eu não queria estar. Pode parecer bobo mais houveram varios pequenos gatilhos para me dar coragem e um deles foi um conto do Tolstoi chamado “De quanta terra precisa um homem”. Foram 1,5 anos para tomar a difícil decisão de jogar tudo para o alto. Relato um pouco dessa experiência aqui https://investidoroculto.blogspot.com.br/2017/11/vinte-anos-ate-independencia-financeira.html?m=1

    E parabéns pelo blog! Sempre acompanho seus posts

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa investidor, não conhecia seu blog! No fds vou dar uma passada lá, fiquei curiosa!
      Obrigada por acompanhar, gosto de saber disso!
      Ah, sou gestora também e faço questão de acabar com essa cultura do puxa-saquismo e mimimi. Gente que vem com essa postura para cima de mim eu simplesmente respondo da forma contraria. Pelo menos penso que estou fazendo a minha parte para acabar com esse comportamento no Brasil. se todos os gestores fizessem isso, a historia poderia ser diferente!
      Abs!

      Excluir
  8. Olá IFM!

    Meu, te entendo perfeitamente! Onde trabalho está se não idêntico, mas muito parecido com o seu ambiente. E isso é bem chato mesmo...

    Mas, o jeito é tentar descansar ao máximo quando se sai do trabalho, acredito que só assim para aguentar esse clima

    Abraços e boa sorte ai!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que estamos na mesma empresa? Hahahaa
      Tenho tentado isso aos fds, só assim para descompensarmos né?
      Infelizmente vejo que a situacao é bem comum, força para nós!!!

      Excluir
    2. Seria engraçado se estivermos na mesma empresa! ahahhaha

      Poxa, na semana não consegue? Ajuda bastante viu, pq depender só do final de semana...

      e muita força para nós que não tá fácil rsrs

      Excluir
  9. A independência financeira tem essa grande vantagem a gente só precisa de trabalhar no que gosta, e poderá sair ou trocar de emprego a qualquer hora, pois já temos dinheiro caindo na conta todos os meses para assegurar nossa vida.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo a hora de viver essa realidade DIL! Que chegue logo!
      Abs!

      Excluir
  10. Nossa IFM, eu tenho asco desse tipo de ambiente. Por isso sou um autônomo hoje em dia. Sorte que minha profissão permite que eu consiga fazer "bicos" e/ou trabalhar sem depender de nenhuma estrutura empresarial.

    Foi a melhor coisa que fiz na vida, sair do emprego. Tanta coisa importante para se preocupar na vida e temos que nos preocupar com esse Game of Thrones maldito, ficar aguentando ego de chefe, rasteira de par, tá maluco.

    Boa sorte na busca de um novo emprego!

    ResponderExcluir
  11. Pois é enriquecendo, pena que não sabia disso quando escolhi minha profissão! Agora é aguentar por uns anos ate a IF!!
    Obrigada e um abs!
    IFM

    ResponderExcluir
  12. Como muitos colegas blogueiros, te entendo perfeitamente. Minha mulher me pergunta se hoje eu trabalhei infeliz outra vez, eu respondo que "trabalhar infeliz" é pleonasmo.

    ResponderExcluir

Obrigada por tornar esse espaço um lugar fértil para troca de idéias! =)